sábado, 11 de outubro de 2008

Criador de Cães

Li o flyer abaixo, refleti bastante e fiz uma mudança necessária (em vermelho)...

Quem o publicou, desconhece o trabalho do criador de cães, no sentido literal da palavra.
Não sabe que a criação de cães tem, por objetivo primário, o melhoramento genético de determinada raça canina e, isso não inclui apenas a beleza do cão, isso inclui temperamento também.
Exatamente por isso, boxers, pastores alemães, rottweillers, dobermanns são cães para guarda, mas com característica únicas de temperamento, que devem ser avaliadas minuciosamente, antes que sejam escolhidos para a guarda da SUA casa.
Exatamente por isso, frenchies, poodles, shitzus, schnauzers, scotties são cães de pequeno porte, que fazem companhia, mas possuem temperamentos totalmente distintos e devem ser levados em conta se você quer um cão para te acompanhar nas atividades físicas, se você tem crianças em casa, se você não gosta de um cão muito dependente de você...
Apenas cães de raça bem selecionados possuem temperamento fidedigno e previsível.


O criador de cães deve ser vitaliciamente responsável por todos os cães que "coloca no mundo" e isso inclui responsabilidade por controle populacional, prevenção de abandono e assistência integral aos proprietários.

O criador de cães faz investimentos enormes em exposições cinófilas (não reembolsáveis por nenhum Kennel Clube, pois não existe prêmio para o "cão campeão"), alimentação de qualidade, medicação, vacinação, exames diagnósticos, assistência veterinária mensal, tem despesas com as ninhadas (algo em torno de R$ 5.000,00 - do momento da inseminação da cadela até a entrega do último filhote a sua nova família).

O criador de cães precisa investir em cães de qualidade para agregar valor à raça que cria.

O criador de cães oferece garantias de saúde e procedência de seus filhotes, por escrito, contratualmente.

O criador de cães investe seu tempo em estudos minuciosos sobre a raça e busca mais conhecimento com outros criadores.

Ser pago por isso, não é nada vergonhoso. Então, vender os filhotes é muito digno SIM.
Indigno é colocar os nossos próprios interesses acima dos interesses dos cães e da raça.

Infelizmente, algumas pessoas (pro)criam cães não por opção, mas por falta dela.
Outras, porque querem uma renda "anual extra".
Outras, apesar da bonita fachada, são mesmo ignorantes com relação ao princípio básico da criação.
Então, mantém alguns cães - que não frequentam exposições cinófilas, não são testados, comem a ração mais barata, só vêem o veterinário no momento da extrema-unção - procriando cios seguidos.
Ninhadas mensais (ou mais), filhotes "com ou sem pedigree" disponíveis a qualquer um que quiser pagar, sendo vendidos pelo Orkut, Mercado Livre, pet-shops e feiras de animais.
Não há nenhuma responsabiliade social ou pessoal com os filhotes gerados. Também não há nenhuma preocupação com o desenvolvimento da raça. O objetivo é unicamente financeiro. E, o negócio deve ser muito lucrativo.
Estes são os procriadores de cães.

Deixar de adquirir cães de criadores, não vai resolver o problema da superpopulação animal.
Essa é uma questão muito mais abrangente, que me envolve, envolve você e envolve o nosso governo.

Infelizmente, o Brasil não possui leis que estimulem o controle/fiscalização dos cães de raça. Também não oferece campanhas públicas esclarecendo a importância da castração animal precoce.
Na Europa e Estados Unidos, um fato que me chamou atenção nas ruas, foi não haver vira-latas! Isso acontece porque os cães e gatos são castrados. As campanhas governamentais, de esclarecimento à população, surtiram efeito. Abandono e superpopulação animal não é um problema social.
Você, proprietário, que pensa em acasalar o seu animal, pense em sua responsabilidades social. Para onde irão os filhos de seu cão? E os netos? E os bisnetos?

Em segundo lugar, precisamos ser a voz da razão para nossos amigos e parentes que não têm o privilégio de ter acesso a essas informações. Algumas pessoas são totalmente indiferentes a essas histórias de cães, até que resolvam comprar um "filhotinho lindo" que viram na feirinha de cães...
E, acredite: aquele parente seu, que você nem esperava, vai trazer este filhote.

Adotar é muito legal!
Mas, a solução efetiva para o problema social não está na adoção.
Não apoie os procriadores. Eles só existem porque alguém alimenta o seu lucro.
E, claro, a menos que você seja um criador de cães, castre o seu cão.