quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Diagnóstico

Como recebi vários e-mails fazendo perguntas semelhantes, achei que seria interessante respondê-las em forma de post.

Quais são as doenças que podem acometer os frenchies?
Elas podem ser evitadas com a seleção/teste dos pais?

É impossível garantir que um frenchie nunca manifestará nenhuma doença genética, mesmo que seus pais sejam testados.
Quanto mais gerações testadas, quanto mais cães doentes forem eliminados da reprodução, menores as chances de uma doença se manifestar. Mas, "100% de certeza" é um termo inadequado no vocabulário da Genética!

Frenchies são predisponentes a uma sacolinha de enfermidades e embrulhos enormes de alegrias.

- Sistema respiratório/gástrico:

* Síndrome braquicefálica (palato mole alongado e/ou estenose de narina)
* Colapso de traquéia
* Fenda labial e/ou palatal
* Megaesôfago

- Alterações/doenças do sistema locomotor:

* Hemivértebra: segundo os vets especialistas em frenchies, é virtualmente impossível um frenchie não possuir, pelo menos, uma única vértebra anômala.
* Lesões medulares
* Condrodistrofia
* Displasia de quadril
* Luxação de patela

- Outras condições:

* Hipotireoidismo
* Cardiopatias
* Sarna demodécica (de ocorrência na infância)

Seria ótimo se, aqui, existissem entidades como a OFA, CERF, CHIC ou outras entidades que vocês podem conhecer clicando aqui, especializadas em diagnósticos para pets.
Até pela exoticidade da raça, é muito difícil encontrar veterinários que entendam as particularidades dos frenchies no Brasil.

Olhem que legal o meu Leozinho aqui: ele já veio testado e aprovado pelo CERF. Recebi uma papelada imensaaaaaa, sobre os testes a que ele foi submetido.

Se os meus dias tivessem 48h, talvez eu poderia pensar em investir meus conhecimentos genéticos em diagnóstico para pets... Quem sabe, um dia!
:))