terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Procurando por um Filhotinho?

Os buldogues franceses ganharam uma enorme popularidade nos últimos anos por uma série de boas razões.
Muitas pessoas se encantaram com suas exóticas carinhas amassadas, suas orelhinhas de morcego e sua docilidade em filmes, como A Casa Caiu, Recém-Casados, Lição Para Toda Vida, Titanic, (...) e inúmeros comerciais de TV. A demanda por bebês-frenchies cresceu muito em todo o mundo.



Essa mega-popularidade também tem um lado negativo: algumas pessoas começam a reproduzir buldogues franceses pelo simples comércio, não se preocupando com princípios sérios e básicos da criação de cães.


Portanto, se você deseja adicionar um cão a sua família, sugiro-lhe fazer uma lista, como a que se segue, de "o que sim?"/"o que não?" para ajudar-lhe. Espera-se que seu novo amigo viva por longos anos, portanto, ser criterioso resultará em um esforço que valerá a pena.

1) Estude profundamente as características da raça que você deseja.
Não compre por impulso o primeiro frenchie do primeiro criador que você encontrar e, obviamente, NUNCA compre cães de pet-shops, feirinhas de cães, etc. Embora, na minha opinião, buldogues franceses sejam os cães mais perfeitos do mundo, pode acontecer deles não serem perfeitos para você ou sua rotina de vida, neste momento. Mas, nada de ansiedade! As coisas virão a seu tempo. Desconfie de barganhas.

2) Seja honesto(a) com você mesmo(a) e com o criador(a) com quem você mantém contato.

3) O criador(a) é afiliado a algum clube?

4) O criador(a) apresenta seus cães em exposições cinófilas? Seus cães são campeões?
Isso significa que o criador(a) preocupa-se em reproduzir cães que estejam dentro do padrão da raça.

5) Quantas raças o criador(a) cria?
Criar cães exige tempo, esforço e verdadeiro amor pela sua raça. Estudar genealogias e conhecer muitos pedigrees é um trabalho estupendo. Além disso, planejar acasalamentos, partos, desmames, socialização, é uma labuta enorme. Trabalhar com muitas raças não significa mais conhecimento. Você conhece alguém que poderia ser, realmente, eficiente em 3 empregos, sem folga?

6) Quantas ninhadas o criador(a) tem por ano?
Não seja impaciente! Criadores que SEMPRE tem filhotes disponíveis estão mais interessados em seus bolsos cheios que com o desenvolvimento da raça. Planejar acasalamentos, partos, desmamar, socializar, auxiliar na formação de cada filhote é muito trabalho. É impossível ter uma ninhada todo mês, sem que a qualidade dos filhotes seja comprometida.

7) O que o criador(a) sabe sobre as doenças que acometem os buldogues franceses mais comumente? Que testes ele faz em seus cães?

8) O criador(a) dará garantias por escrito?

9) O criador(a) providenciará o registro do filhote e atestado de saúde?

10) O criador(a) pode lhe oferecer referências?

11) O criador(a) pode indicar-lhe outro criador(a)?

12) O criador(a) aceitará o cão de volta caso você não possa mais cuidar dele?

13) O criador(a) estará sempre disponível para você, caso você precise de orientações, depois da aquisição do filhote?


14) O criador(a) oferece garantias de saúde?


15) O criador(a) se interessa em selecionar os lares para seus filhotes ou quer apenas ficar livre deles e embolsar o dinheiro de cada bebê?