sábado, 31 de janeiro de 2009

Feiras de Filhotes. DIGAM NÃO!

Essa é a versão light do Mercado da Vergonha.
Numa feira de filhotes - dependendo dela, claro - tudo parece limpo, os filhotes parecem saudáveis, adequadamente socializados e garantidos pelo "criador".

O que o público leigo não sabe é que criadores, que prezam pelo seus cães e seu trabalho, NÃO VENDEM SEUS BEBÊS EM FEIRA DE FILHOTES! Não é uma questão de soberba. Mas, filhotes devem ter seus proprietários selecionados, afim de que o bem estar do animal seja assegurado.

Feiras de filhotes são conglomerados de criadores de fundo de quintal, que vendem seus filhotes a quem quiser pagar, como pude testemunhar nessa feira de filhotes que acontece - ai Meu Deus - todos os domingos, no mesmo lugar, em BH - MG.

Observem tudo:


1º DADO HORRENDO! A feira acontece na porta de um petshop/clínica veterinária.
Que falta absoluta de bom senso e amor aos animais. Os veterinários deveriam incentivar a castração de cães, por seus inúmeros benefícios, mas incentivam feirinhas de proprietários inexperientes...
Será que eles desconhecem o fato de que a superpopulação de cães é um problema nacional?
Será que eles desconhecem o fato de que estamos em área endêmica de leishmaniose e, por isso, a superpopulação de cães deve ser controlada?
Burrice doí e revolta.
>:(


Conseguiram ler lá no fundo? "CÃES, GATOS, PÁSSAROS, ETC... COM PROCEDÊNCIA E GARANTIA".

Mas, prestem atenção na faixa da 1ª foto: "... RESERVANDO ÀS PARTES A TOTAL RESPONSABILIDADE E GARANTIA DE QUALQUER TRANSAÇÃO REALIZADA NESTE ESPAÇO."
Como podem garantir o que não lhes pertence?
Acabem de ler essa postagem e cheguem as suas próprias conclusões.


Ui! Estamos na porta da clínica, né cachorrinhos? Será que atrapalhamos a passagem de emergência?




Perguntei aos funcionários da loja se eles tinham BULDOGUE FRANCÊS.
- Não temos, mas temos pug.
Fiquei com muita vontade de perguntar se eles podiam me arrumar uma geladeira e um fogão de 6 bocas, nesse momento. É tudo mercadoria mesmo. Mas, só respondi que preferia o buldogue francês e perguntei o preço.
- R$ 3000,00.
Quase caí para trás. R$ 3000,00 um buldogue francês de um criador de fundo de quintal? Sem títulos, sem seleção genética, comendo raçãozinha? Puxa... vender cachorro deve dar um lucro danado. Caro, né moço?
- É porque eles estão na moda.
Não infartei porque ainda sou jovem (pelo menos para infartar), faço caminhadas e me alimento bem.





- Nossa moço, que lindossssss esses cachorrinhos! Que raça linda é essa? Tive que fingir ser leiga, né?
- Golden! Olha o pai aqui, (na foto) disse o proprietário todo orgulhoso.
- Aaaaah, sei. Ouvi dizer que essa raça tem aquele problema de displasia. É verdade? Todo golden retriver deve ser testado antes de acasalar
- Olha, isso eu não sei te informar.

(...)


A proprietária destes yorkshires bebês era uma senhora educadíssima. Uma figura no alto de seus 60 anos, que me contou que tem 2 cães, um macho e uma fêmea, yorks.
Então, um dia, a cadela dela começou a ficar gorda, ela levou nessa clínica aí - acho que teve que fazer cesárea, já não me recordo deste detalhe - e o veterinário, que sempre acompanhou os cães, acompanha os bebês que estavam com 2 meses de idade, no dia da feira.
Como teriam a feira de filhotes, o veterinário jumento, convidou a senhorinha a levar seus filhotes de 2 meses de idade, para serem vendidos.
JURO, me deu uma vontade enorme de sentar junto a ela e catequisá-la sobre POSSE RESPONSÁVEL. Mas, sempre me lembro dessas pessoas extremamente religiosas, que se tornam extremamente inconvenientes, querendo imbutir seus ideais nas mentes alheias, então, me contive.
Do outro lado da rua, o marido da senhorinha estava no carro, com a mãe dos filhotes, porque uma compradora queria conhecê-la. Eu fiquei me perguntando: conhecê-la com qual propósito? Ela vai apalpar patela? Examinar mucosas? E, será que aquela é a mãe verdadeira? (...)
Onde estaria o contrato de compra e venda? Garantia de saúde? Pedigree?
Não perguntei.
Enquanto isso, os bebês de 2 meses de idade, que tomaram (será?) apenas a 1ª dose da vacina, estavam ali, sobre a cobertinha, totalmente desprotegidos de qualquer virose maligna da infância, misturados a cães, gatos e pássaros de procedências desconhecidíssimas.

Meu Deus... Por favor, proteja os animais da ignorância e da burrice das pessoas.


Olha o gatinho aí... Totalmente tomado pelo domínio do pânico. Pobrezinho.

Estava cheio o lugar. Espero que não tenha ocorrido emergências neste dia... a porta da clínica estava tumultuada. Já pensou um cão atropelado entrando aí?


Perceberam como a "festa" estava animada? Tinha música e até animação.


***********************************************


Amigos do Blog,

a POSSE RESPONSÁVEL ainda precisa ser compreendida pelas pessoas.

Ter um cão de maneira responsável, é muito mais que vaciná-lo, vermifugá-lo e dar carinho depois do trabalho. É também integrá-lo a nossa sociedade, levar em conta as suas demandas emocionais e assumir responsabilidades sociais (controle de doenças, superpopulação de cães, socialização, etc.).

Ter um animal de estimação é uma responsabilidade que dura anos. Antes de receber um cão - ou gato - em sua casa, reflita sobre os deveres de um dono responsável.

Não me sinto à vontade de falar sobre isso com aqueles que não me questionam sobre o assunto. Mas, este blog é meu megafoneeeeeeeeeee!!!!
Através das pessoas que chegam até mim, percebo que existe um PREconceito com relação à castração de animais, mas ele é desmistificado com a INFORMAÇÃO.

Portanto, quando lhe perguntarem porque seu animal é castrado, responda com orgulho: PORQUE SOU UM PROPRIETÁRIO RESPONSÁVEL. E passe a idéia adiante! Só o conhecimento pode mudar a atitude das pessoas.

E, não esqueça, petshop legal, não vende animal.