terça-feira, 17 de março de 2009

Respondendo um e-mail interessante (com permissão)

Camilli

Coloquei o texto no Orkut e, também, no Yahoo onde participo de um grupo de discussão sobre bulldog francês, não sei se você participa. TENHO ORKUT, MAS NÃO PARTICIPO DE NENHUM GRUPO DE DISCUSSÃO SOBRE FRENCHIES NO BRASIL.
Sei que são uns 70 membros, há proprietários e criadores também, porque já vi anúncios de ninhadas.
Estou um pouco surpresa, mandei o texto com as fotos, depois escrevi um pouco, e disse que esperava respostas de todos que adoram os bulldogs, que nós temos que lutar contra a criação em massa, que tudo isso claramente tem uma conseqüência na raça e etc.
Sabia que receberia “contras”, mas também achei que receberia apoio de alguns. Mas, não é que simplesmente NÃO recebi respostas... ZERO!!!
Ainda espero receber durante a semana, mas já deu pra perceber que as pessoas não estão muito preocupadas. ESTE É O MAIOR PROBLEMA DOS "GRUPOS DE DISCUSSÃO" NO BRASIL. AINDA NÃO VI NENHUM ONDE OS PARTICIPANTES DIRECIONASSEM UM INTERESSE CONSISTENTE EM TÓPICOS SOBRE SAÚDE, TEMPERAMENTO OU TIPÍCIDADE. NÃO IMPORTA O FÓRUM QUE VOCÊ DESCUBRA, OS TÓPICOS MAIS DISCUTIDOS SÃO: "PROCURO NAMORADA", "PROCURO NAMORADO", "VENDA DE FILHOTES".
OBVIAMENTE, A MAIORIA DAS PESSOAS - CRIADORES DE FUNDO DE QUINTAL - NÃO TEM A MENOR IDÉIA DAS DEMANDAS GENÉTICAS E FENOTÍPICAS NA CRIAÇÃO DE FRENCHIES.


Também queria conversar outra coisa com você, CASTRAÇÃO.
Acho dificílimo conscientizar os donos dos benefícios da castração, veja minhas experiências pessoais:
Tive um poodle dos 10 aos 26 anos, meu amor.
Morreu ano passado deixando saudades. Quando éramos mais novas, eu e minha irmã, decidimos que teríamos filhotes da Missy, pois ela era tão especial, que queríamos que filhos e netos continuassem com a gente, assim como uma família de ser humano, mas resumindo, não tivemos os filhotes da Missy.
Como para a maioria dos seres humanos a morte é algo desconhecido, não sabemos lidar e, muitas vezes, temos medo. Acho que como amamos tanto os animais a gente quer que um filho, ou um neto do cachorro continue com a gente.
Enfim, acho que muitas pessoas cruzam seus animais por isso, sem ter noção mesmo, de que precisaria de muito mais estudo e planejamento para cruzar.
ENTENDO O QUE VOCÊ DIZ. REALMENTE O DESEJO DE TER O FILHO DE SEU CÃO QUERIDO MOTIVA MUITAS PESSOAS.
MAS, E SE NASCESSEM MUITOS FILHOTES EM UMA NINHADA? O QUE SERIA DOS OUTROS? TERIAM ELES A MESMA SORTE DO ESCOLHIDO? E OS DESCENDENTES (TODOS) DA SUA AMADA MISSY? VOCÊ SE PREOCUPARIA COM ELES TAMBÉM? ESTARIAM ELES SENDO EXPLORADOS POR PUPPY-MILLS?
E SE NASCESSE UM CÃO COM NECESSIDADES ESPECIAIS? E SE VOCÊ VENDESSE UM FILHOTE E MAIS TARDE ELE APRESENTASSE SÉRIOS PROBLEMAS DE SAÚDE? VOCÊ ESTARIA PREPARADA PARA RECEBÊ-LO DE VOLTA, ARCAR COM SEU TRATAMENTO DE SAÚDE E INDENIZAR O EX-PROPRIETÁRIO? VOCÊ ESTARIA PREPARADA PARA ISSO TUDO? E SE SUA AMADA MISSY TIVESSE PROBLEMAS NA GESTAÇÃO/PARTO? POR QUE VOCÊ CORRERIA ESTE RISCO? POR QUE VOCÊ CORRERIA O RISCO DE NÃO CASTRAR A MISSY E DEIXÁ-LA VULNERÁVEL A TUMORES DE MAMA, ÚTERO E OVÁRIOS? POR QUE VOCÊ CORRERIA TANTOS RISCOS, SEM TER A GARANTIA DE TER UM FILHOTE TÃO ADORÁVEL QUANTO A MISSY?


Outra coisa, pretendo ter mais um bulldog francês, e na minha família sempre temos mania por fêmeas, por fazer xixi em lugar certo e porque nas férias quando íamos pra casa , tendo só fêmeas nunca temos problemas de cio e cruzas indesejadas. Então, virou um habito, fêmeas, fêmeas, sempre fêmeas e ate hoje é assim.
Dai conversando com meu noivo, disse que queria outra fêmea, mas tenho receio da Hana, pois ela é fêmea dominante, portanto precisaríamos de uma fêmea que fosse submissa a ela.
EU NÃO RECOMENDARIA UMA FÊMEA PARA VOCÊ. PARA QUEM TEM UMA FRENCHIE EM CASA, EU PREFIRO RECOMENDAR MACHINHOS. A CONVIVÊNCIA É BEM HARMÔNICA ENTRE MACHOS E FÊMEAS. JÁ ENTRE 2 FÊMEAS, "RUSGUINHAS" SÃO MUITO COMUNS, MESMO QUANDO CRESCEM JUNTAS.

Então, ele falou podemos ver um macho. Eu disse, "OK, o castramos".
Camilli, a cara que ele fez de horror, de pensar em castrar... foi ate engraçada. Comecei a rir e falei, "Não tem nada demais, O Niko amigo da Hana é castrado."
Ele disse: "Ahhh não, que dó , ficar sem as bolinhas, ai meu Deus!"
AINDA VOU POSTAR ALGUNS E-MAILS QUE RECEBO DE PESSOAS QUE QUEREM CÃES MEUS, MAS RECUSAM-SE A CASTRAM SEU FRENCHIE! OS MOTIVOS DA "NÃO CASTRAÇÃO" SÃO HILÁRIOS. O MAIS TÍPICO REFERE-SE A "NECESSIDADE SEXUAL DOS CÃES".
BEM, CONSIDERANDO QUE BULDOGUES FRANCESES NÃO FAZEM MONTA NATURAL, PORTANTO O MACHO NUNCA EM SUA VIDA CRUZARÁ COM A FÊMEA E VICE-VERSA, NÃO CONSIGO ENTENDER ONDE SE ENCAIXA O TEMA "NECESSIDADE SEXUAL DOS ANIMAIS".
TODO O PROCESSO REPRODUTIVO ACONTECE GRAÇAS AO DESENVOLVIMENTO DA MEDICINA VETERINÁRIA.
PORTANTO, PARA OS FRENCHIES QUE NÃO SE DESTINAM À VIDA REPRODUTIVA SERÁ UM ALÍVIO NÃO SEREM EXCITADOS POR FÊMEAS NO CIO, ENTRAR EM HIPERVENTILAÇÃO, RISCO DE HIPERTERMIA, ETC.
A CASTRAÇÃO É UMA PROTEÇÃO À VIDA.

MAS, É IMPORTANTE QUE A CASTRAÇÃO OCORRA ANTES DOS 6 MESES DE VIDA, POIS MACHOS CASTRADOS TARDIAMENTE CONTINUAM RESPONDENDO ÀS FÊMEAS NO CIO.


E já vi muitos programas na TV, tipo aquele da Victoria, aquela inglesa sabe?? Os donos homens ficam inconformados, que o cachorro é virgem, que vai ficar sem bolinhas. Olha eles não entendem que não tem nada a ver, que cachorro é diferente de gente, que se não tiver relações não vai ser infeliz. É difícil convencer.
AINDA FALTA ÀS PESSOAS A COMPREENSÃO DE QUE CÃES SÃO CÃES, SERES HUMANOS SÃO SERES HUMANOS.

E fora essas pessoas, tem esses cachorreiros que só querem se aproveitar mesmo...
PESSOAS INFORMADAS, QUE AMAM SEUS CÃES E QUEREM O SEU BEM ENTEDEM OS BENEFÍCIOS DA CASTRAÇÃO. ENTENDEM QUE A REPRODUÇÃO DEVE SER FEITA POR PESSOA CAPACITADA.
MAS, QUANDO O QUE VALE NÃO É O INDIVÍDUO (CÃO), MAS O BOLSO, DIFICILMENTE SE REVERTE ESSA SITUAÇÃO.
É, REALMENTE, UMA QUESTÃO DE VALORES.


Resumindo, é difícil mesmo essa luta! Mas conte comigo sempre!!! OBRIGADA, MINHA QUERIDA. EU NÃO TENHO A MENOR DÚVIDA DISSO. CONTE COMIGO TAMBÉM! E, CASO SEU NOIVO CONSINTA EM CASTRAR O MACHINHO, SERÁ UMA IMENSA ALEGRIA TER UM DE NOSSOS BEBÊS COM VOCÊS!