quinta-feira, 9 de abril de 2009

Vacinação contra Leptospirose

Pela 1ª vez, desde que estreiei nosso blog, recebi um comentário em forma de crítrica.
Ele veio em relação ao post Vacina V10, O Engodô - Vacinação, Parte V e gostaria de fazer meu comentário com relação a ele.

Agradeço quem o postou, vi que tem conhecimento na área biológica, pena ter postado anonimamente.
Exceto as críticas destrutivas e de cunho pessoal, todas elas são bem vindas, sempre enriquecerão, contribuirão para o bem de todos e felicidade geral da nação!



--------------------------

"Me surpreende você falar que a leptospirose só é adquirida em zona rural. Zona urbana tem ratos sim; Já vi vários cães morrendo de leptospirose em zona urbana; outra coisa é que se a vacina imuniza contra 4 cepas diferentes, a vacina tem um diferencial,visto que uma vacina que imuniza contra uma cepa específica não necessariamente irá imunizar contra outra cepa. Isso pode ser observado inclusive para outros microorganismos. Ela só não seria um diferencial se as outras cepas das quais ela imuniza os cães fossem raras de causar doença nesses animais. Não sei se é o caso dessas outras cepas. "



Olá, anônimo!
Estou aqui apenas emitindo a minha opinião baseada no que tenho lido e estudado, em periódicos científicos. Mas, não sou dona da verdade! :)

- De acordo com os estudos epidemiológicos, é mais provável que um cão adquira leptospirose em zona rural que zona urbana - principalmente se em área produtora de grãos (milho, soja, sorgo, arroz, etc.).
E, do ponto de vista epidemiológico, a leptospirose, é uma doença insignificante em zonas urbanas.
Não estou falando que ela não acontece, estou falando em achados epidemiológicos.

- A vacina contra leptospirose, conjugada com parvo-cinomose-adenovirus-hepatite-influenza-corona, imuniza por apenas 6 (seis) meses e desconheço qualquer veterinário que sugira re-vacinação semestral. Por que é tão essencial vacinar contra lepto?

- Existem mais de 200 cepas da bactéria que provocam leptospirose. Estará o cão protegido sendo imunizado por 4 cepas? Inclusive, li um artigo muito interessante que fala sobre leptospirose em cães vacinados. Ele não está disponível para todos, mas o abstract dele pode ser lido aqui.

- As cepas de leptospira provocam reações vacinais e vacinoses em cães. Cães que moram em apartamento, que não tem acesso à regiões rurais produtoras de grãos, que não tem acesso livre à rua, que não bebem a água do chão da praça, na minha opinião, estão fora do "grupo de risco".


Acredito que você tenha atendido cães com leptospirose. Mas, qual o histórico deles? Vieram de onde? Nadaram onde? Será que contraíram lepto dentro de casa, em zona urbana?

Defendo a idéia de que todas as vacinas estão aqui em nosso favor.
Mas, na minha opinião particular, a vacina contra leptospirose em áreas urbanas é como a vacina para leishmaniose para cães que vivem no Canadá. Além disso, não acho a V10 melhor que a V8 porque ela contém apenas 2 míseras cepas a mais. Até pelo contrário... mais reação vacinal.

Para os meus cães, vou utilizar a V6. Não quero mais cepas de leptospira na vacina múltipla. Se eu quiser vaciná-los contra leptospirose, utilizo a vacina não conjugada.

Bem , por enquanto, essa é a minha opinião. Ainda não li nada que sustentasse mudá-la. Mas, ficarei feliz em ouvir a sua argumentação sustentada por artigos científicos randomizados e duplo-cegos.

Abraços!