segunda-feira, 25 de maio de 2009

Razões para NÃO ter um frenchie VIII

VOCÊ NÃO CURTE O ESTILO TEXTURIZADO DE MÓVEIS, SAPATOS, ACESSÓRIOS...


 
 Este sofá foi inicialmente texturizado por Bela, assim que ela chegou em nossa casa. Passou por uma reforma geral, mas ela não resistiu e o re-texturizou novamente. Mas, o caso dela é peculiar, vamos pular. Conseguimos proteger o sofá até que os Adoráveis vieram e eis a bagunça que fizeram. Um dia desses, Sarinha completou a bagunça deles....

Frenchies são curiosos por natureza.
Embora não sejam classificados como terriers, adoram cavar o sofa e "cavucar" a espuminha que está lá dentro. Querem descobrir o que está lá, ué!
E, durante a fase de troca de dentes, podem coçar seus dentinhos nervosos em qualquer coisa que encontrarem pela casa.

Em minha casa, eles gostaram bastante de um móvel que veio de Portugal, há mais de 200 anos, catalogado como relíquia. Os dentinhos da querida Risquinho foram os que mais roeram aquilo lá...


As beiradas da relíquia estão roídas. Os "roídos" vão virar relíquia também.




Já houve várias vezes, no fim de semana, naquele cochilinho pós-almoço, que os morceguinhos ficaram arranhando na porta do meu quarto querendo entrar.
Alguém duvida?



Pintura da porta do meu quarto, bem descascadinha na altura que as patas do frenchies alcançam.... já foi refeita 10000000000 de vezes. Me perguntem: adianta repintar?



A mamãe da Havana já me enviou fotos de sua casa texturizada também:


Texturizações de Havana


Yazá já texturizou o sofá de sua casa.

Bandit já texturizou um sapato finérrimo que sua mummy comprou em uma loja finérrima daqui de BH. Sabes essas coisas que a gente compra e tem que mentir o preço para o marido, senão o dito tem um infarto fulminante? Pois é... o sapato que Bandit comeu deve ter levado a mamãe de Bandit à beira de um infarto.

Bandit também fez outras artes. O pé da mesa da casa dele está bastante texturizado... "cachorro-decó"! E o sofá branco-amarelo-xixi? Puro-charme!

Texturizações de Bandit


Aqui em casa, já foram texturizados celurares, controles de Play Station, sapatos, tênis, Havaianas (eles adoram), brinquedos de criança (por incrível que pareça, eles gostam mais dos brinquedos alheios que de seus próprios... os do Mc Donald´s são os preferidos!), crates, roupas, portas...

De maneira em geral, os frenchies não passam o resto da vida texturizando a nossa casa. Mas, o 1º ano de vida pode ser bastante caótico nesse sentido.
Frenchies que passam muito tempo sozinhos, podem manter este hábito por toda a vida.

Portanto, se você é uma pessoa muito ligada em seus tapetes xilins, seus sofás de couro branco, sua impecável decoração e sua extrema organização dentro de casa, repense a possibilidade de adquirir um frenchie.