quarta-feira, 15 de julho de 2009

Coisas que entristecem...



- Ver buldogues franceses (e cães de outras raça) sendo vendidos no Mercado Livre. Nenhuma selecão de futuros proprietários, nenhuma explicação detalhada sobre a raça... estão lá, como se não fossem um ser vivo, com enormes demandas. E, há "criadores" que ainda prometem "potencial de exposição" para filhotes de 3 meses!


- Ler os tópicos das comunidades do Orkut relacionadas aos frenchies e constatar que a maioria delas destina-se a "venda de filhotes", "namoro de cães".
Muitas destas postagens são de criadores de fundo de quintal, mas nem todas...
Mais uma vez se constata como o registro limitado é importante para evitar a prostituição e a descaracterização da raça. O Orkut poderia ser um excelente veículo de discussão, mas, infelizmente, fóruns de debate sobre questões ligadas à saúde e temperamento são muito raros.


- Saber que alguns buldogues franceses são criados em canis, longe do convívio da família.


- Saber que algumas pessoas criam cães por dinheiro e não por amor.


- Ver frenchies, morfologicamente, medíocres em exposições cinófilas e sentir vergonha pelo criador daquele cão.


- Um juiz cinófilo que não entende muita coisa sobre a raça que está julgando.








O Cruzeirão não ir para Dubai...