quarta-feira, 29 de julho de 2009

Meu buldogue francês não quer comer



Considerando que não há nenhum problema de saúde com seu cão e que a alimentação que você oferece seja saudável (cães farejam isso!), é importante saber que frenchies são extremamente voluntariosos quando o assunto é ALIMENTAÇÃO.

Costumam enjoar do que lhes é servido diariamente, portanto varie o menu!

Muitas mamães e papais podem não perceber que, na ansiedade de fazerem com que seu cão coma, estão reforçando negativamente o ato de NÃO comer e ensinando o cão, uma maneira de manipular seus pais! Observe:

O cão não está comendo.
O proprietário alimenta o cão.
O cão resiste, o proprietário insiste em alimentá-lo.
O cão resiste mais tenazmente, o proprietário insiste mais e com maior frequência.


Desta maneira, o cão associa a alimentação com aborrecimento e recusa-se mais e mais a comer, o que agrava o preocupação do proprietário e o comportamento do cão.
É um círculo vicioso.

Uma das sugestões para quebrar este ciclo é introduzir um novo alimento, nunca experimentado anteriormente, e deixar o cão à vontade para comê-lo.
Nada de dar comida na boca, nada de fazer carinho no cão para que ele coma - apenas coloque a comida no chão e deixe-a.
Feche a porta e saia!

Se o cão não a comeu, não há problemas. Retire-a após 30 minutos e somente apresente-a no horário da próxima refeição.


Aqui em casa eu sou bem radical: os cães sabem a hora certa de comer. Se não comem, ficam sem comida. Desde que adotei essa postura, acabou a enrolação da hora do papá!

Boa sorte!