quinta-feira, 10 de setembro de 2009

O Blog Responde! Sarna demodécica

Prezada Camilli,

tenho um lindo filhotinho de bulldog frances que completará 6 meses semana que vem e a veterinária me disse que ele está com um tipo de sarna hereditária, que concluí ser a demodécica.
Cerca de 10 dias atrás, ele apareceu com queda de pêlo em um pedaço pequeno da patinha e abaixo do olho esquerdo.

Antes de colher o material para ver o que era, a veterinária já havia passado uma pomada e uma vitamina e, depois do diagnóstico, ela passou um tratamento mais "agressivo". Ainda não passamos nada. 

Fico preocupada de passar tantos remédios no filhotinho e com medo desta sarna se alastrar se não tratarmos logo.
Gostaria de saber se você tem algum veterinário no Rio de Janeiro para indicar, de sua confiança.

Atenciosamente,

Alessandra

--//--


Olá Alessandra,

a todos que lêem esta postagem, perdoem-me o desabafo, mas fico com vontade de jogar na fogueira TODOS os veterinários que afirmam que a sarna demodécica no filhote É uma doença hereditária.

A sarna demodécica é causada pela proliferação de um ácaro oportunista, chamado demodex canis. Nos filhotes, como a imunidade é flutuante, o demodex pode proliferar na pele e provocar alterações cutâneas, sem necessariamente estar ligado a uma deficiência imunológica genética.

Até mesmo na idade adulta isso pode acontecer, na ocasião em que o cão está com alguma doença crônica (diabete, leishmaniose, desnutrição, hipotireoidismo, neoplasias, grave infestação por vermes, etc.), que debilita o organismo. Ocorre proliferação do demodex canis por várias razões, não somente a genética.

Uma analogia interessante, é a manifestação de candidíase (sapinho) nas criancinhas. O "sapinho" ocorre porque a imunidade das crianças é flutuante, desaparecendo na idade adulta. Com o demodex, o mesmo se observa, com frequência significativa em buldogues franceses.

Com relação ao tratamento, o quanto antes iniciar melhor. Evitará a proliferação maior do ácaro.

Não conheço veterinários dermatologistas no Rio de Janeiro. Sugiro-lhe procurar pelo professor de dermatologia de pequenos animais da UFRJ, do curso de medicina veterinária.


Leia mais sobre a sarna demodécia aqui.