sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Doa-se com urgência



DOA-SE COM URGÊNCIA


* Criança clara, olhos azuis, se porta bem a mesa, vai bem aos estudos. Dócil com humanos e animais.
Motivo da doação: Comprei uma geladeira nova e não terá mais espaço para ela. Caso não arrume adotante, será entregue a algum abrigo, já tentei de tudo.

* Criança especial, míope. Dá muito trabalho e não tenho tempo de cuidar. Soltarei nas ruas caso não a doe até sábado.

* Senhor idoso, diabético. Os gastos são muito altos e como estou desempregada, não posso custear o tratamento. Precisa de cuidados. Mudarei de casa também, para um local pequeno, não terei espaço e saco para cuidar de um velho. Urgente.

* Adolescente mal criado e rebelde. Faz sua bagunça pela casa toda, tenho que ficar pegando as coisas, fala alto, não me obedece.. Estou louca com isso. Não sei mais o que fazer. Vou entregá-lo a própria sorte.

* Vi num anúncio que vocês cuidam de abandonados. Estarei levando uma adulta a vocês hoje, é minha mãe. Como estou de casamento marcado, não quero incômodos. Ela lava, passa e cozinha.



AGORA, INVERTA A SITUAÇÃO E SE DESFAÇA DE VOCÊ MESMO...

NÃO SE ABANDONA ANIMAIS À PRÓPRIA SORTE, NAS RUAS OU NOS CENTROS DE CONTROLE DE ZOONOSES.
O GRANDE PECADO, QUE OS ELES COMETERAM, FOI TER ACREDITADO NA BONDADE DAS PESSOAS.

(Texto adaptado de um autor desconhecido)




Selecionar criteriosamente os futuros proprietários dos pets - vendidos ou doados -, além de incentivar e realizar a castração dos animais de estimação é a ÚNICA maneira de resolver este problema a médio/longo prazo.


Quem não atua na solução de um problema, certamente faz parte dele.