sábado, 20 de fevereiro de 2010

O ano mais quente do século

"O ano mais quente do século".
Essa foi a chamada do último Globo Réporter e eles não estavam de brincadeira.



 Copacabana - RJ, 12/02/2010 - Foto de Leandro Neumann Ciuffo

O que me inspirou a escrever este post foram os formulários de pretendentes a um buldogue francês, que recebi em meu site. Muitas pessoas que desejam ter um frenchie dizem que ele passará o dia "no quintal".

Para quem tem um frenchie, POR FAVOR, neste calor infernal, coloquem seus cães dentro de casa, abrigados do sol, com bastante água fresca e gelada, de preferência próximos aos ventilador ou ar condicionado. Em dias muito quentes, o perigo de de hipertermia é EMINENTE e os cães devem ser mantidos sempre resfriados, inclusive com toalhas molhadas.

Aqui em Belo Horizonte, a temperatura está por volta de 30 graus e todos os ventiladores estão ligados! Os cães tomam banho de mangueira várias vezes por dia, seus bebedouros sempre tem muito gelo e eles nunca ficam soltos sozinhos no quintal.


Recebi o link de um programa da Ana Maria Braga, que relata a morte de uma buldogue inglesa por hipertermia. Ela foi deixada no quintal (!!!), em um dia escaldante de sol no Rio de Janeiro (!!!), por seu proprietário, quando ele saiu de casa.




(para quem assistiu o vídeo: buldogues ingleses não são cardiopatas crônicos. o proprietário está mal informado)


Ainda com relação a colocar um buldogue francês para viver no quintal: isso é a maior judiaçãooooooo do mundo!
Frenchies são cães de família. Eles gostam e precisam de interagir com pessoas para desenvolverem um temperamento saudável  e estável. São alegres, brincalhões e fazem muitas palhaçadas... mas, só são assim, porque estão pertinho de nós!

Um frenchie preferirá mil vezes morar em um casebre e ficar pertinho de seu dono, à morar em uma mansão para ter a companhia dos jardins...



Leia aqui: Refrescando Frenchies no Calor
Aqui está uma ótima pedida também!