terça-feira, 23 de março de 2010

Matilha não é família!

Algumas vezes, os humanos de estimação dos meus bebês (já nem tão bebês assim) comentaram comigo do seu desejo de trazerem seus frenchies a minha casa, para que eles pudessem ver seus pais biológicos e brincar com eles.

A queixa de todos os proprietários dos cãeszinhos é a mesma: meu cão relaciona-se pouco com outros cães, gostaria que ele tivesse mais contato e fosse mais socializado com os seus congêneres.

Entretanto, é preciso lembrar que a organização social dos cães não é a mesma dos humanos.

Nas famílias (humanas) padrão, os pais amarão os filhos incondicionalmente e os irmãos acabarão por se entender, metaforicamente, entre tapas e beijos.
Nas matilhas, a conversa entre os indivíduos ocorre através da linguagem corporal, através de mordidas, latidos, uivos. Além disso, dentro da matilha sempre há alguém que manda mais, outro que manda menos, outro que manda um pouco menos e outro que não manda nada! O poder hierárquico é bastante evidente. 


Portanto, se depois de alguns tempo, um frenchie Ville Chamonix adulto vier em minha casa para "brincar com seus pais biológicos", provavelmente ocorrerá uma grande disputa pelo topo da escala hierárquica. Com muita certeza, meus frenchies não verão com bons olhos um cão adulto entrando no território deles.
Isso é ainda mais particular com frenchies, que são cães muito dominantes.

Justamente por entender que "Matilha Não É Família", devemos estar atentos as nossas expectativas quando levamos nossos cães para passear, na tentativa de socializá-los com outros cães.
Fora de suas casas os cães tendem a diminuir a sua dominância, mas, mesmo assim, esperar que eles façam amizade com outros cães , como se fossem crianças humanas é irreal!

Sabendo disso, quando for passear quando seu cãozinho, mantenha-o na coleira, permita-o aproximar dos outros cães, mas, saiba que, se ele ou o outro cão partir para a monta, isso não significa desejo sexual reprimido... significa apenas que um dos dois está querendo estabelecer a posição de dominante entre os dois.  Esteja atento(a)!