sábado, 20 de março de 2010

Projeto de Lei em favor do extermínio de raças

Aposto que muitos de vocês já receberam um e-mail do tipo FW:VOTEM CONTRA PLS 300/2008.
Vamos lá, vou me pronunciar sobre este tema.

Em 11 de outubro de 2008, quando escrevi sobre os criadores de cães, bem no início da postagem eu disse o seguinte:





O projeto de lei que tramita no senado propõem a extinção da raça Pit Bull e considera perigosas as raças Rottweiler,Fila, Pastor Alemão, Mastim, Doberman, Pit Bull, Schnauzer Gigante, Akita, Boxer, Bullmastif, Cane Corso, Dogue Argentino, Dogue de Bordeuax,Grande Pirineus, Komador, Kuvasz e Mastiff.

Certamente, o desejo pela extinção da raça pit bull vem dos inúmeros ataques que a mídia relata.
Mais "certamente" ainda, as raças consideradas perigosas estão perigosamente na berlinda! Se o precedente para a extinção do pit bull for aberto, os rotties, filas, pastores alemães e outros da lista estarão na mira do senado.

Minhas colocações:

1. Com relação ao pit bull: são mesmo pit bulls de raça pura que estão "atacando" as pessoas ou são cães mestiços que se assemelham aos pit bulls?
Pergunto isso com bastante honestidade, porque nos serviços de pronto socorro, não raro os médicos relatam a história de seus pacientes: "ele acha que foi um pit bull que o mordeu". (!!!)


2. Obviamente, cães de guarda devem ser respeitados!
Eu desconfio se alguém me diz "pode vir, ele é manso", quando um dobermann está solto dentro de sua própria casa. Mas, que fique claro o motivo do meu receio: cães de guarda tem instinto de guardar, zelar pelo seu território e sua família incondicionalmente. Justamente, por isso, são cães de guarda.


3. Por parte do governo, ao invés de institucionalizar o extermínio de uma ou mais raças, não seria mais prudente investir em campanhas sobre posse responsável e castração de cães?
Muitos destes prováveis cães assassinos são fruto de acasalamentos não criteriosos. Certamente há muitos criadores de fundo de quintal reproduzindo seus cães sem nem saber que temperamento, também, é uma questão genética.
Campanhas que atingem a "massa" seriam mais efetivas e promovem verdadeiros milagres - vejam o cigarro, como exemplo!
O preconceito sobre a castração precisa ser desmistificado. A associação entre a sexualidade masculina e a remoção dos testículos do cão precisa acabar. As pessoas precisam ser mais informadas e instruídas, precisam ficar livres de ranços culturais.


4. Por parte dos criadores, deve haver maior responsabilidade SIM.
Muitos são negligentes ao encaminhar um cão de guarda. Não selecionam lares adequados, não orientam os proprietários com relação à socialização do cão, muitos nem sequer se importam se seus cães serão acasalados ou não!
Com cães de guarda o controle de acasalamento deveria ser extremamente rígido. Todos os cães de guarda encaminhados a não-criadores deveriam ser castrados, isso evitaria enormemente o nascimento de cães com um possíveis desvios de temperamento.
Observação: Machos castrados não perdem a capacidade de guardar um território e uma família - a seleção genética para guarda funciona no cérebro, não nos testículos.


5. Por parte dos proprietários, deve haver maior conexão com a realidade! Eles devem lembrar que vivem em sociedade e que não é possível manter os portões de sua casa apenas enconstados, permitindo a fuga de um cão de guarda.
Desnecessário dizer que cães, sejam eles de guarda ou companhia, devem andar na rua de coleira, só de coleira. Não são só os pit bulls e as raças consideradas perigosas que atacam. No HPS de Belo Horizonte, há muitos relatos de ataques por poodles e cães sem raça definida (SRD).
Portanto, sou totalmente a favor de sanssões penais aos proprietários dos cães que mordem/ferem/atacam outras pessoas na rua.



Portanto, essa é uma ação global.
O Projeto de Lei 300/2008 do Senado está equivocado ao acreditar que eliminando uma raça resolverá o problema. A questão é a educação de um povo. É nisso que deve haver investimento.
Mas, também, percebo um comportamento equivocado por parte de muitos criadores de cães de guarda. Porque, se há cães destemperamentados por aí, de algum lugar eles vieram e estão reproduzindo sem muitos critérios.



Sou CONTRA o Projeto de Lei 300/2008.
Sou A FAVOR de um Projeto de Lei em favor da Posse Responsável.
Sou A FAVOR de Criadores Conscientes.