sexta-feira, 21 de maio de 2010

O MITO das fêmeas dóceis e dos machos loucos




Que os cães - não só os frenchies - estão assumindo um estilo de vida cada vez mais humano, não resta dúvida a ninguém. Foi-se a época que viviam largados no quintal e comiam os nossos restos alimentares.



Mas, concluir que o comportamento canino baseia-se no comportamento humano é uma longaaaaaaa distância! Antropomorfizar o cão é o maior problema de muitos humanos. Adriana Diniz, proprietária do shitzu Aurélio, escreveu um excelente texto tocando neste assunto.

Sou mãe de 3 (três) homens e afirmo que eles possuem mais energia física que as meninas mesmo. Brincam de luta, correm, tudo é mais "agressivo" - quando comparado com as meninas, que conseguem passar horas sentadinhas brincando ou conversando sem parar.
Entretanto, o mesmo jamais pode ser aplicado aos cães.

Filhotes de buldogue francês tendem a apresentar o mesmo comportamento, todos gostam de correr, brincar, dar mordidinhas como forma de comunicação e testar a liderança entre os outros cães da matilha. Meninos podem continuar a fazer xixi "sentados" até, quase, 1 ano de idade.

 Depois de 1 ano de idade ou um pouco mais, o temperamento dos frenchies começa a "aflorar"!


O que eu digo e afirmo com relação ao temperamento dos frenchies adultos é o seguinte:


MACHOS
São muito dóceis e emocionalmente estáveis. Frenchies machos são gentlemen - não fazem xixi pela casa toda, marcando território, nem sobem nas pernas das pessoas, como "diz a lenda". Essas são questões relacionadas com educação/liderança e não com comportamento.
Na minha experiência, percebi que tendem a ser mais tranquilos que as fêmeas.
Frenchies machos inteiros nunca devem ser deixados com outros cães machos inteiros sem supervisão. Eles são muito dominantes e não gostam de dividir o seu território.
Quem já tem uma fêmea frenchie e deseja uma companhia para ela, deve optar por um macho. Um casal de frenchies é receita certa de felicidade!


FÊMEA
São muito dóceis e companheiras, entretanto, mais ciumentas e menos estáveis, do ponto de vista emocional, que os machos. São um pouco mais pirracentas, quando comparadas aos machos.
A convivência entre 2 fêmeas frenchies pode ser um pouco conturbada, principalmente se elas não forem castradas (as alterações hormonais do cio podem provocar loucuras no temperamento das frenchies). Fêmeas, não educadas, também marcam território e montam nas pernas das pessoas, sabia disso?
Tenho criado bastantes empecilhos para encaminhar fêmeas para lares onde já existam outra(s) fêmea(s). Muitas pessoas ficam chateadas comigo, mas, casos como os abaixo citados são muito comuns...



clique para ampliar




Leia também:

A ditadura das meninas
Mordedores compulsivo
Matilha não é família
Que gracinha o Urso!