quinta-feira, 6 de maio de 2010

Um texto para ser lembrado

A criadora canadense Carol Gravestock, do canil Absolut Bullmarket French Bulldogs, em resposta a outra pessoa, em um fórum sobre frenchies, escreveu o pequeno texto abaixo.



Compartilho cada letra de seu discurso.
:)


Monet e o papai protetor, Leo



Antes de tudo, sou criadora de cães, tudo mais vem em segundo lugar. Apresentar os cães em dogshows é apenas uma ferramenta para eu avaliar meus cães, junto a outros, em uma exposição. A pesquisa dos pedigrees, o estudo da genética e o planejamento dos acasalamentos, que podem dar a você um lugar ao sol, por uma vida inteira, são o que realmente me fascinam.

Fui  sempre ensinada que nós temos a RESPONSABILIDADE de manter a raça que nos foi dada pelos criadores que vieram antes de nós, e que nosso “trabalho” é deixar nosso registro de melhoria na raça que criamos. Fui ensinada que pagamos um preço por sermos criadores de cães e o preço é conscientizar outras pessoas e proteger a raça que criamos de qualquer dano.  Minha avó costumava dizer que “qualquer tolo pode permitir que sua cadela engravide, mas pouquíssimas pessoas podem ser criadoras de cães.”

Mais do que tudo, eu simplesmente amo os Frenchies –  eu amo cada pequena coisinha deles, não importa como eles sejam.

Eu penso que para cada pessoa que tenta roubar a nossa alegria, para cada mente perversa que eu tenha encontrado em minha vida envolvida com cães, há 100 mais pessoas que são educadas, interessantes e decentes. Isso me ajuda a lembrar que tudo se equilibra. Além disso, acreditar em destino tende a realmente ajudar. :)




Mais importante que falar bonito, é ter atitutes que sustentem um discurso. 
Não adianta querer dar exemplo, é preciso ser o exemplo.




Leia mais:
>> Criador de cães
>> Por fora, bela viola...