segunda-feira, 10 de maio de 2010

Você sabe carregar seu frenchie?

Na postagem Primum Non Nocere, contei que o nosso frenchiezinho foi pular do sofá para a rede e, para desespero de seus pais humanos,  fez uma fratura completa inter e supra-condilar do côndilo medial do úmero, com discreto desvio dos eixos ósseos da fratura.

Embora o nome da fratura seja complexo, ela é mais comum em cães em cães fortinhos de patas curtas, que em cães que não apresentem essa conformação. No caso de filhotes, quando a musculatura ainda não está firmando  totalmente as articulações, as chances de lesões são maiores ainda.

Por isso, seja cuidadoso ao carregar seu cão patolinha!

Quando for levantar seu frenchie, jamais segure-o pelas patas, forçando a articulação como faz o seu humano de estimação nesta foto:



Carregar seu frenchie desta maneira pode promover uma fratura na articulação do cão. Cuidado!





Este é o jeito certo de um frenchie ser carregado (a força deve ser feita no tórax):