terça-feira, 20 de julho de 2010

Qual a melhor raça para apartamento?

10 entre 10 pessoas me fazem essa pergunta, quando descobrem que crio cães.
E, 10 em 10 vezes, a minha resposta é: o que o seu apartamento espera de um cão?









Na verdade, a pergunta apropriada, que mais se adequaria aos padrões da posse responsável seria:

Quais são suas expectativas com relação ao cão e o que você pode oferecer a ele?



- Seu cão vai conviver com crianças?
- Seu cão vai conviver com idosos?
- Você costuma sair para fazer jogging, longas caminhadas ou outras atividades outdoor diariamente?
- Para você, um cão que lata pouco é exigência absoluta?
- Você curte o estilo Barbie e quer um cão com pelo longo, para pentear, fazer hidratação, escova e baby-liss ou prefere um cão de manejo mais simples?
- Você quer um cão que "funcione como vigia" também?
- Quão disposto você está para ensinar seu cão a fazer as necessidades no lugar certo?


Há raças indicadas e contra-indicadas para apartamento, mas, mas importante do que isso, há raças indicadas e contra-indicadas para as determinadas pessoas.

Antes de adquirir o seu cão, estude muito sobre o temperamento da raça que você pretende adquirir para não sofrer culpas, amarguras e chateações depois da aquisição.




A contra-indicação absolutíssima, para quem quer um cão de estimação, é mantê-lo sozinho o dia inteiro. Portanto, se você trabalha período integral e nenhum membro da família - capaz de reger a si e a seus bens - ficará em casa com o cão, mude de idéia!

Temple Grandin diz que os cães são sociáveis demais para se sentirem felizes passando horas a fio sozinhos. 

Patricia McConnell diz que cachorros necessitam tanto de companhia, quando de comida e água! 
Cesar Millan diz que donos de cães devem ser líderes, para que seus cães sejam emocionalmente estáveis.  (mas, como ser um líder ausente?)  


Existem muitas razões para TER um cão de determinada raça. Mas, também, existem muitas outras para NÃO TER.
Frenchies são cães maravilhosos e dediquei este blog a eles. Entretanto, junto com suas delícias, há um saquinho de problemas. Conheças as RAZÕES PARA NÃO TER UM BULLDOG FRANCÊS aqui.

Sempre pesquise as questões positivas e negativas de cada raça.
Nem tudo são flores.