terça-feira, 3 de agosto de 2010

Doenças Genéticas



"Ter uma criança diferente pode ser difícil de aceitar. Principalmente quando essa criança tem características que a afastam do mundo dos outros, inclusive do mundo dos seus pais. Ter um filho autista é um desafio que ninguém pretende, mas por que alguns passam." (depoimento da mãe de filho autista - ela e o pai são saudáveis para o autismo)

"O Marcelo tem 3 anos e meio. Fala algumas palavras, compreende TUDO, indica o que quer através de gestos. Dança que é uma beleza!!!" (depoimento da mãe de um filho com síndrome de Down - ela e o marido não são afetados com a doença)

"A minha filha tem 3 anos e está ótima de saúde, é pequena sim, mas ela se acha grande porque consegue fazer muitas coisas que ela considera importante!" (depoimento da mãe de uma criança com síndrome de Turner - pais saudáveis)   




"Meu pai sofre do Mal de Parkinson e é muito difícil ser filha de médico, nessas horas." (meu depoimento, não há história conhecida de Parkinson na família)


"Eu ainda preciso ser criativa. Eu ainda preciso sentir que estou contribuindo para o mundo." (Eva Markvoort, que sucumbiu à fibrose cística, não tinha pais com fibrose cística) 





Na natureza é assim, a genética pode pregar peças. Genitores saudáveis, podem gerar filhos com uma anomalia qualquer, em qualquer espécie, animal ou vegetal.

Quem deseja adquirir um cão, precisa estar ciente que cada raça está predisposta a um problema de saúde específico, que mesmo os criadores mais conscienciosos nunca poderão prometer que não ocorrerão. Testar os cães utilizados no programa reprodutivo auxilia até um certo limite, mas não assegura que nada acontecerá. 

 Assuma as responsabilidades de ter um cão e procure um bom criador.