segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Pets mortos em rações. É verdade!



>> Encontrei este texto em FROGDOG BLOG, achei importante e traduzi.


Quando eu escrevi um artigo, ano passado, afirmando que algumas empresas de alimentos para pets utilizavam animais de estimação eutanasiados(sob a designação de "ingredientes a base de farinha de carne e osso"), recebi numerosos e-mails de pessoas dizendo que era louca ou mentirosa.

Para aqueles que ainda estão em cima do muro, eis um vídeo onde o presidente da AAFCO está finalmente admitindo (e, aliás, prática bastante comum) que animais de estimação eutanasiados prestam-se à industria de ração, como fonte de "proteína".




 

Para quem não entende inglês, o presidente Hersh Pendell diz : "Não há nenhuma lei ou regulamentação que proíba a utilização de cães e gatos mortos. Nutricionalmente, é tudo proteína e osso!




A AAFCO, a propósito, é um tipo de órgão que estabelece diretrizes e normas sobre a alimentação animal e os ingredientes nela utilizados.Eles poderiam, muito facilmente, proibir essa prática - mas, não, porque as companhias de alimentos de animais de estimação pressionam para obter proteínas e ossos de baixo custo, obtidas dessas fontes.

O que mais pode ser transformado em "carne e osso"? Animais eutanasiados, animais atropelados, carnes estragadas da mercearia (incluindo a embalagem), detritos do chão, animais mortos... etc.

Como venho dizendo há anos - realmente, vale a pena ler o rótulo dessas rações.


- - - - - - - -  - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 

Quando li os primeiros rumores, na internet, que as rações continham cães e gatos mortos, sendo utilizados como fonte de proteína e cálcio, honestamente, não quis abordar o tema, dando meu parecer pessoal. Achei bizarro demais e, me coloquei em uma posição de ceticismo, até.
Mas, me lembro que comentei sobre o assunto com uma pessoa e ela me respondeu:

- Não duvido. Na Alemanha, uma multinacional produtora de medicamentos para tuberculose foi o centro de um enorme escândalo, quando descobriram que a cada X mil lotes de medicamentos, 1 (um) lote era de placebo. Parece que a intenção deles era manter certo nível da doença, para que nunca deixassem de vender seus medicamentos.

Assustador, não é?

É mesmo verdade que a carne e os ossos de cães e gatos são fonte de proteína, assim como a carne e os ossos de bovinos, ovinos, suínos e, inclusive, a nossa! Entretanto, se as empresas querem utilizar essas fontes nutricionais, que deixem claro no rótulo do alimento "contém carne de cachorro", "contém carne de gato" e, quem sabe até, "contém carne humana", para que nós possamos escolher se desejamos, ou não, oferecer estes produtos para os nossos pets. 

Se isso acontece num país onde, pressupõem-se que, há uma fiscalização mais rígida dos produtos comercializados, começo a ficar apavorada com o que acontece aqui no Brasil.

É um alívio utilizar alimentação caseira em meus cães há mais de 2 dois. Eu sei o que eles estão comendo.

Camilli