sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Para que serve o pedigree?

O que é o pedigree?

Pedigree é o nome dado ao documento que contém a árvore genealógica de um cão (pais, avós e bisavós). Mais que isso, é a garantia de que seu cãozinho seja de raça pura. No pedigree são registrados: nome do cão, data de nascimento, cor da pelagem, número de registro junto à CBKC, nome dos ascendentes do cão e seus títulos, etc.






O pedigree é realmente importante?

Na verdade, o pedigree é a única garantia de que seu cão seja mesmo de determinada raça. Entretanto, o pedigree não é atestado de saúde nem é atestado de tipicidade, como muitos pensam ser!

No pedigree estará o nome do cão, do canil e de todos os cães que contribuíram geneticamente para a formação do seu filhote.

Ao observar o pedigree, você pode me perguntar: "Para que servem os títulos que os cães recebem?" ou "Se eu apenas quero um animalzinho de estimação, por que me interessariam os parentes campeões?"

Bem, isso interessa muito!

Os títulos permitem que você saiba que o criador de seu frenchie está interessado em ter cães avaliados, por juízes, quanto a sua tipicidade. Essa é uma característica de quem quer contribuir com o desenvolvimento da raça e não apenas tirar proveito dela.

Ver alguns campeões em algumas gerações de avós e bisavós não diz muita coisa sobre o criador de seu cão, exceto o fato de que ele não tem colocado em exposição seus animais mais novos. Saber que os pais de seu buldoguito são campeões aumenta suas chances de adquirir um cão que, quando adulto, será um típico Buldogue Francês e, certamente, a aparência é uma das razões pela qual você escolhe a raça, certo?


Como funcionam as exposições caninas?

Para participar dessas exposições não é preciso ter um canil nem ser filiado ao clube que está organizando a exposição. Os pré-requisitos para inscrever o seu cão são: ter pedigree reconhecido pela Federação Cinológica Internacional - FCI - e idade acima de 4 meses. Também não é preciso ensinar muitas coisas ao cão. Ele precisa, basicamente, caminhar junto e ao lado esquerdo do condutor.

Nas exposições, os cães são julgados primeiramente quanto à raça, depois quanto ao grupo e posteriormente escolhe-se o melhor cão da exposição.

Assim, numa primeira etapa todos os cães são divididos em suas raças quanto à idade e quanto ao sexo. Ao todo são consideradas as seguintes classes:

Classe Inicial - cães de quatro meses e um dia a seis meses de idade. Competem ao título de Campeão Inicial;
Classe Filhote - cães de seis meses e um dia a nove meses de idade. Competem ao título de Campeão Filhote;
Classe Jovem - cães de nove meses e um dia a quinze meses. Competem ao título de Campeão Jovem;
Classe Aberta - destinada a cães com mais de quinze meses e um dia. Competem ao título de Campeão;
Classe Campeonato - cães que já possuem título de Campeão. Competem ao título de Grande Campeão;


De cada classe são escolhidas as melhores fêmeas que concorrem entre si para a escolha da melhor fêmea da raça. O mesmo procedimento vai escolher o melhor macho da raça. Os dois escolhidos concorrem entre si para a escolha de Melhor da Raça.

Após terem sido escolhidos os Melhores da Raça presentes à exposição, os juízes passam para o julgamento dos grupos, ou seja, os Melhores de Raça em cada um dos 11 grupos concorrem entre si e são destacados os quatros Melhores de cada Grupo.

Os respectivos grupos que são:

grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros, exceto os Suíços;
grupo 2 - Cães do Tipo Pinscher e Schnauzer, Molossos e Boiadeiros Suíços;
grupo 3 - Terriers;
grupo 4 - Dachshundes;
grupo 5 - Cães do Tipo Spitz e do Tipo Primitivo;
grupo 6 - Cães do Tipo Sabujo e Rastreadores;
grupo 7 - Cães de Aponte;
grupo 8 - Cães Levantadores, Recolhedores e de Água;
grupo 9 - Cães de Companhia; (aqui está o Buldogue Francês)
grupo 10 - Galgos e Raças Assemelhadas;
grupo 11 - Cães das raças não reconhecidas pela FCI.


É entre os melhores de cada grupo, que é escolhido o Melhor da Exposição ou Best In Show (BIS).
Paralelamente à escolha do Melhor da Exposição os cães concorrem a 'certificados' para obtenção de títulos como 'Campeão', 'Grande Campeão', etc. Não é obrigatório que o juiz conceda certificados em cada exposição, mesmo que apenas um cão esteja participando.
É a partir da obtenção destes certificados que os cães adquirem os títulos que ostentam nos pedigrees.



Como fazemos a leitura dos títulos no pedigree?


Na genealogia apresentada no pedigree podemos observar os nomes dos pais, avós e bisavós de um cão.
Os títulos de cada membro desta família estarão abaixo de seus nomes, à esquerda do número do registro, sendo representados por letras seguidos ou não de números. Existem várias titulações diferentes e todas estão descritas e explicadas no verso do pedigree.

Para ilustrar, vamos citar algumas:

A1 = Campeão
A2 = Grande Campeão + A1
A3 = Campeão Panamericano
A4 = Campeão Internacional
BA = A1+ A3
CA = A1 + A2 + A3


Para conhecer o que regula a Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC) sobre o registro de cães de raça pura, clique aqui.