domingo, 12 de setembro de 2010

Pensando no bem-estar dos frenchies

Bem-estar e saúde de nossos adoráveis frenchies envolve muitas atitudes que exigem ações pró-ativas de nossa parte.  Apesar deles serem gatos de sofá muito bem disfarçados, adaptando-se ao sedentarismo de seus humanos de estimação, é preciso - para o bem deles - assumir algumas posturas importantes.

O texto O que mais você pode fazer pela saúde do seu pet aborda de maneira bastante abrangente o que podemos oferecer de melhor para eles!

Lendo o texto, me chamou a atenção a parte sobre "atividade física".
Percebo que este quesito é bastante negligenciado por muitos humanos de estimação. O excesso de energia/stress acumulados ou tédio nos cães pode ser manifestado de maneiras destrutivas e, inadvertidamente, confundido com distúrbios de temperamento.



Quando eu digo que frenchies não são cães que demandam muita atividade física, não estou me referindo às prazerosas caminhadas em horários frescos do dia, que permitem o cão socializar com outros cães, entrar em contato com o mundo e outras pessoas. Aliás, frenchies amam isso!

Nossos buldoguinhos são cães extremamente sociáveis e, independente do tamanho da casa ou do quintal, nunca negarão o passeio à rua. E isso fará muito bem a eles! Mais do que uma atividade física, será uma atividade mental.




Há alguns anos, um veterinário me sugeriu deixar os frenchies apenas em casa, porque na rua eles corriam o risco de se contaminar com vermes, pulgas e carrapatos...  meus frenchies deveriam viver em uma bolha.
Por algum tempo, segui este conselho e percebi que meus cães ficaram muito mais ansiosos e reativos.
Hoje, religiosamente, toda a galera passeia pela manhã. 
Não sei até que ponto isso influencia, mas não tenho problemas com falta de apetite, as ranzinzices entre alguns melhorou horrores e, sem dúvida alguma, são cães mais felizes.

Quem não tem tempo ou disposição para passear, diariamente, com seu frenchie, deveria mesmo pensar na possibilidade de investir em um dog-walker. Vale a pena!


Assista este excelente programa de Cesar Millan onde ele aborda os problemas relacionados com a ausência de atividade física em um chihuahua:




.