quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Dicas importantes sobre comportamento canino

De uns tempos pra cá, tenho me dedicado com maior afinco ao estudo de alguns comportamentos caninos. Aprendi coisas incríveis, aparentemente insignificantes do dia-a-dia, mas são pequenos detalhes que construirão a personalidade e criarão hábitos importantes em um cão.

Muitas pesquisas mostram que os traços de temperamento são herdados geneticamente e, como geneticista, assino embaixo. Entretanto, os distúrbios de comportamento não ocorrem sem que haja um componente ambiental favorável.

Uma vez nascido o cão, ainda não é possível lidar com a questão genética, mas é possível propiciar um ambiente favorável para a sua saúde mental!


Créditos da imagem desconhecidos. Avise-nos se souber!


Então, vamos às sugestões da especialista em comportamento canino Victoria Stilwell:

1 - Lembre que seu cachorro é cachorro e trate-o como tal!
Por mais que nossos cães sejam esperto, inteligentes e perspicazes - e eles realmente são -, cães não são mini-humanos e devem ter sua natureza respeitada. Tratar um cão como humano é o início de um processo de dificuldade de comunicação, entendimento e estabelecimento de neuroses.
Eu enlouqueceria se me tratassem anos a fio como um cachorro, e você?


2 - Antes de oferecer afeto, estabeleça regras.
É assim no mundo canino! Isso vale inclusive para aquele dia que o adorável filhote chega em sua casa. Mas, é o contrário que costuma ocorrer, certo?
O filhote é super acolhido, mimado, faz xixi e cocô onde quiser, come o que quiser, dorme na cama, fica no sofá, morde você "carinhosamente", destrói a caminha nova e depois, recebe bronca porque repete todo este comportamento nos dias seguintes!



 3 - Seja firme e assertivo em suas atitudes
Cães têm dificuldade de se comunicar com pessoas hesitantes. A nossa linguagem corporal é importantíssima e transmitida através do olhar, do timbre da voz, da firmeza dos gestos, da impostação do corpo - cães são ótimos leitores! Enquanto seu corpo disser uma coisa e sua voz disser outra, você não obterá êxito treinando seu cachorro.



4 - Não incentive o mal comportamento, evite nutrir medos e instabilidades
Por mais que o mal comportamento pareça engraçado, não permita que ele se instale no cão. Um chihuahua de 1kg com temperamento de valentão pode fazer muita gente rir, até o dia que ele encontrar um cão de guarda pouco amistoso e for devorado em segundos por ele.
Qualquer comportamento de um cão, que coloque em risco a sua integridade física/emocional e/ou de outro cão/animal e/ou de qualquer ser humano, incluindo a sua, deve ser corrigido.


5 - Lembre-se que tudo que você faz em casa é treinamento
Você não quer ter um cão latidor? Nunca ceda a seus pedidos através de latidos.
Quer que seu cão se comporte bem na casa dos seus amigos? Faça com que se comporte bem na sua própria casa. Lembre-se que manter um cão emocionalmente estável é uma tarefa constante!


6 - Não espere de seu cão mais do que você esperaria de uma criança
Portanto, seja paciente!