quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Medicamento Genérico X Medicamento Similar

Há algum tempo atrás, na consulta de um dos meus cães, o veterinário prescreveu:

  1. Keflex, 500 mg, 15 comprimidos =  R$ 65,00
  2. Label solução =  R$ 26,00

Perguntei a ele que medicamentos eram aqueles e a que se destinavam. Logo ele me respondeu:
Keflex é cefalexina, antibiótico, e Label é ranitidina, protetor gástrico.
Apenas a título de curiosidade:

  1. Cefalexina (genérico - Empresa EMS), 500 mg, 16 comprimidos = R$ 14,76
  2. Ranitidina solução (genérico - Empresa EMS) = R$ 11,02

Imediatamente, questionei porque não escrevia o nome do sal na receita, ao invés do nome comercial.

- É que muitos proprietários de cães preferem pagar o medicamento mais caro, porque acreditam que seja mais confiável.
HÃÃÃ?




Medicamento Genérico X Medicamento Similar – Você conhece a diferença?

Fui comprar secnidazol e o rapaz da farmácia queria me vender um produto, a base deste sal,  mas com um nome comercial que era totalmente desconhecido para mim.  Aliás, não só o nome, mas também a empresa!
Lendo a caixa do produto, descobri que o medicamento era produzido em uma cidade minúscula, interiorzão de Minas Gerais e, honestamente, não me senti confiante em adquirí-lo.
Sabe aquelas reportagens que assistimos na TV, sobre fábricas mal-regulamentas de medicamentos? Pois é...


Produtos que possuem o mesmo sal, entretanto nomes comerciais diferentes são classificados como  SIMILARES. 


Por exemplo: Prozac foi o primeiro medicamento a base de fluoxetina lançado no mercado. Em seguida, apareceram similares, Fluoxene, Daforin, etc.


Continuando a minha busca pelo secnidazol, procurei outra drograria.  Em uma rede maior de farmácias em BH, encontrei vários medicamentos genéricos de preços e empresas diferentes.


O medicamento GENÉRICO possui o nome do princípio ativo do rótulo e deve sempre possuir este símbolo:



Exemplos: Fluoxetina, cefalexina, cloridrato de ranitidina, paracetamol, etc.

Há quem diga que por ser mais barato (o que nem sempre acontece), os genéricos são de qualidade inferior. Bem, gostaria de dizer que NUNCA li nada oficial que comprove este fato. Aliás, eu sou usuária de medicamentos genéricos, tanto para minha família humana, quanto para minha família canina.

O cuidado que eu sempre recomendo é observar o fabricante. Priorizo adquirir medicamentos de empresas com algum renome no mercado, como Pfizer, Medley, Biossintética, Abbott, EMS, etc.


Cuide de você, do seu cão e do seu dinheiro!