sábado, 27 de novembro de 2010

Quanto mais eu rezo...

Alguém do lado de lá - Oiiiiiiiiiii Camilli!
Eu - Oi, Tudo bem?
Alguém do lado de lá -  Adoroooooo você!
Eu - Obrigada!
Alguém do lado de lá - Você leu o recadinho que te mandei?
Eu - Você quer um frenchie, né? Como posso te ajudar?
Alguém do lado de lá - Então... eu quero um frenchie, mas não quero castrar!
Eu - Isso não será problema para você... criadores que não fazem esse tipo de exigência são maioria.
Alguém do lado de lá - Mas eu quero um seu! Quero ter filhinhos deles! Vou dar todo amor e carinho, vão dormir do meu ladinho!
Eu - Sinto muito, não posso lhe ajudar. Todos meus filhotes para companhia são castrados, sem exceção.
Alguém do lado de lá - Mas, por queeeeeeeee isso da castração?
Eu - Por que pessoas que não entendem nada de frenchies resolvem reproduzí-los e destroem a raça.
Alguém do lado de lá - É... complicado...


SE VOCÊ É UM CRIADOR DE FUNDO DE QUINTAL, FIQUE LONGE DE MIM!
Meus filhotes são encaminhados a lares selecionadíssimos, para pessoas que querem desfrutar, exclusivamente, do amor que um frenchie pode oferecer.


Observem a porcariada que acontece com fêmeas frenchies que vão parar nas mãos de proprietários que resolvem acasalar suas cadelas e acham que sabem tudo.
Falta de ambiente adequado, aquecimento deficiente, higiene precária, segurança zero para mãe e filhotes... URGHT!