sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Problemas respiratórios em raças braquicefálicas

Por Dra. Nancy Newcomb, médica veterinária e criadora de bulldogs ingleses do Canil Newcomb
Texto original:  Palate and airway problems in brachycephalic breeds


Sempre que estiver sendo considerada a possibilidade de um cão braquicefálico ter palato mole alongado, deve considerar a possibilidade da "síndrome braquicefálica". Isso inclui narinas estenóticas, palato mole alongado, traqueia hipoplásica e eversão dos sáculos da laringe. A maioria dos cães braquicefálicos com dificuldades respiratórias possui mais de um destes problemas e alguns possuem todos.

ANTES DE TUDO, É PRECISO DEIXAR CLARO A NECESSIDADE DE HAVER UM MÉDICO VETERINÁRIO EXPERIENTE NO DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DESSAS DESORDENS!!!

Narinas estenóticas é a característica mais fácil de ser avaliada. A abertura é muito pequena? Olhe bem.
Nos piores casos, o cão respira apenas com a boca, todo o tempo, e ainda elimina secreções nasais. Estes cães estarão em maus lençóis caso se aqueça, caso se estressem ou caso contraiam alguma infecção respiratória. Intervenção cirúrgica é rápida, fácil e pode ser feita tão logo o cão esteja apto a ser submetido ao procedimento anestésico. A idade da correção depende da severidade do problema.
Tenho operado cães muito jovens com utilização de tranquilizante menor e bloqueio local. Amo realizar este procedimento porque o resultado é imediato e é recompensante ver o cão respirando adequadamente pela primeira vez em sua vida. (Tenha em mente que essa é uma alteração cirúrgica e cães que passaram por isso não podem fazer parte de exposições cinófilas - nem ser reproduzidos)

Os desenhos abaixo mostram 02 (dois) tipos de procedimentos utilizados para abrir as narinas:




Palato mole alongado pode ser uma suspeita se o cão sofre hiperaquecimento rapidamente com calor ou stress, associados à respiração barulhenta ou colapsada.
O palato mole é o tecido que limita a cavidade oral e a cavidade nasal. Se ele está alongado, pode limitar a passagem de ar pela laringe ou garganta inibindo a respiração normal. Imagine a respiração fluindo por um tubo com algo ocluindo no final.
Essa condição pode ser diagnosticada com um laringoscópio e o procedimento requer sedação no cão.
Então, prepare-se para ter seu cão operado, sob bloqueio anestésico total se houver necessidade de fazê-lo.

O desenho abaixo mostra partes das vias aéreas e suas relações entre si:




Há diferentes técnicas de correção do palato mole alongado, desde a antiga amputação - com ou sem sutura - até os lasers mais modernos. Novamente, o tipo de procedimento não é tão importante quanto a habilidade/experiência do médico veterinário em realizá-lo.
Alguns cães requerem sedação no pós operatório, juntamente com anti-eméticos e medicação anti-inflamatória. Cães mais velhos tendem a ter pós operatório mais difícil, em função da maior tendência a edema e sangramento que os mais jovens. Se suturas são utilizadas, faz-se totalmente necessária a utilização destes medicamentos. Além disso, um ou dois dias de internação hospitalar no pós-operatório são uma excelente opção para evitar problemas relacionados à excitação.


Eversão de sáculos da laringe geralmente é um problema secundário à pressão negativa do ar sob as narinas estenóticas e o palato mole alongado. Os sáculos são pequenas estruturas localizadas em ambos os lados da laringe que podem ser deslocados pela pressão da laringe, provocando uma obstrução respiratória de mais de 50%. Novamente, imagine um tubo ocluido impedindo o ar de passar.
Os sáculos podem ser avaliados com o cão sedado e podem ser removidos na mesma oportunidade. Os cuidados pós-operatórios são os mesmo que no caso de cirurgia de correção de palato mole alongado.

Traqueia hipoplásica/estreita é um assunto em alta agora. Se a traqueia é mais estreita que o normal, haverá menos ar entrando nos pulmões. Qualquer stress poderá provocar mais pressão nas vias respiratórias. Basta imaginar a sua respiração forçada através de um canudinho estreito, mais cedo ou mais tarde ou você ou o canudinho não aguentarão. Isso é exatamente o que acontece com esses cães.
Por favor, esteja ciente que filhotes tem boas chances de crescer mesmo tendo essa condição.  Infelizmente, sei de muitos veterinários não familiarizados com bulldogs que recomendam a eutanásia nestes casos.
Nada pode ser feito nestes casos, a não ser manter o cão em situações o mínimo estressantes e livre de infecções respiratórias.

O palato mole estendido e os sáculos evertidos podem se tornar pior com a idade avançada, portanto é melhor resolver o problema o mais cedo possível.

Todos nós devemos criar cães de forma responsável para evitar estes problemas a todo custo. Cães sem estes problemas terão maior longevidade e melhor qualidade de vida.



Textos relacionados:
- Síndrome braquicefálica
- Colapso de traqueia em frenchies
- Hipertermia em frenchies