sábado, 12 de fevereiro de 2011

Intoxicação em pets - lista dos TOP 10 vilões

>> Encontrei em FrogDog Blog, gostei, traduzi e compartilho!


Em 2008, a organização americana Animal Poison Contro Center (ASPCA) atuou em mais de 140.000 mil casos de pets intoxicados e a maioria das intoxicações ocorria por substâncias do nosso uso cotidiano.

A ASPCA divulgou a lista das 10 substâncias que mais causaram intoxicações em pets no ano de 2008. É importante que você se familiarize com ela e evite acidentes em sua própria casa.





1. Medicamentos humanos: 50.000 casos
É fácil para os pets roubá-los das mesinhas de cabeceiras ou mesmo comê-los rapidamente quando caem no chão. Esses medicamentos incluem analgésicos, antidepressivos e complementos dietéticos - que também podem ser problemáticos.

2. Inseticidas: 31.000 casos
As exposições mais comuns envolviam utilização incorreta de produtos contra pulgas e carrapatos - como a utilização de produtos para cães, em gatos.

3. Alguns alimentos: 15.000 casos
Álcool, xilitol, uva, uva-passas e carambola podem ser perigosas para pets, mas um dos piores alimentos é o chocolate, que contém grandes quantidades de metilxantinas. Se ingerido, pode causar vômito, diarréia, respiração ofegante, sede excessiva, micção e hiperatividade, em casos graves pode provocar arritmia cardíaca, tremores e convulsão.

4. Raticidas: 8.000 casos
Ratos (envenenados) e raticidas que contém ingredientes inativos atraentes, inclusive para pets, provocam hemorragia, convulsões e insuficiência hepática.

5. Medicação veterinária: 8.000 casos
Drogas de uso animal podem ter efeitos colaterais, especialmente quando inapropriadamente utilizadas. Os casos de intoxicação mais comuns envolvem utilização de antinflamatórios não-esteróides, vermífugos, antibióticos, vacinas e suplementos alimentares.
Nota minha: muitas pessoas não sabem, mas os medicamentos da família do diclofenaco (Cataflam, Voltarem, etc.) podem produzer úlcera gástrica gravíssima em cães.

6. Plantas: 8.000 casos
Azaleas, palmas, lírios, kalanchoes são plantas comuns dentro de uma residência que podem ser toxicas para os pets. Os lírios são especialmente tóxicos para gatos e podem causar insuficiência renal, mesmo em pequenas quantidades.
Nota minha: Leia mais sobre este assunto no post Plantas venenosas para cães

7.  Substâncias químicas: 5.500 casos
Muitos produtos químicos podem causar sintomas que vão desde alterações gástricas e dificuldades respiratórias a queimaduras. Exemplos incluem: tiner, produtos de limpeza de piscina, etc.

8. Produtos de limpeza doméstico: 3.200 casos
Descolorantes, detergentes e desinfetantes contém substâncias químicas que podem causar alterações no trato respiratório e gastrointestinal de seu pet.

9. Metais pesados: 3.000 casos
Metais como zinco, chumbo, mercúrio podem envenenar seus pets!
Nota minha: há recomendações de NÃO manter os filhotes recém nascidos sobre o jornal. Um dos motivos é a contaminação por chumbo.

10. Fertilizantes: 2.000 casos
Se seu gramado foi adubado/pulverizado com fertilizantes químicos é essencial manter seus pets longe dele. A prevenção é a melhor dica para evitar a exposição acidental a estes produtos potencialmente tíxicos.


Se o seu animal foi envenenado e está apresentando qualquer sintoma de envenenamento, não pense duas vezes, dirija-se rapidamente a um plantão veterinário.