terça-feira, 17 de maio de 2011

O frio e os frenchies

Não que o frio tenha realmente chegado com o outono, né? O friozinho (que eu amo) anda tímido, aparece um dia e some outros dez, pelo menos aqui em Belo Horizonte.

Interessante é observar o quanto a percepção de frio é relativa! Explico:

Uma amiga foi passar as férias de julho na Escandinávia (verão deles) e na Suécia o motorista do táxi pediu muitas desculpas porque não tinha ar-condicionado no carro, naquele dia de calor escaldante de 18 graus centígrados! Segundo minha amiga, o motorista suava bicas de calor!
Agora, imaginem 18 graus centígrados no Rio de Janeiro. Certamente, o pior dos invernos anda a caminho!

Considerando que agasalho é uma coisa que a mãe da gente põe na gente quando ela está com frio, ahhhhhhh... como os filhos caninos sofrem com tanta abstração! Portanto, é importante ser prudente!

Lembre-se que bulldogs franceses são cães oriundos de regiões temperadas do planeta, onde prevalecem temperaturas muitooooooo amenas e até bastante frias. Isso significa que eles conseguem se adaptar bem ao clima frio.

Um cão braquicefálico não tolera bem o calor no exercício de atividades um pouco mais intensas, ao contrário do frio. É por isso que meus cães tornam-se muito mais ativos no frio!

E para você que acredita que qualquer quedinha de temperatura é justificativa de colocar um suéter em seu orelhudo, observe bem essas imagens:


















 Créditos: Dorit Fischler, Canil Belboulecan
Proibida a reprodução destas fotos sem autorização prévia.


Obrigada a minha querida amiga Dorit, por permitir compartilhar as fotos de seus frenchies esbanjando alegria da neve. Espero que sirva de inspiração para muitos humanos de estimação!