quarta-feira, 29 de junho de 2011

Alimentação natural dos frenchies - cardápio atualizado

Este é um post que estou devendo há algum tempo, embora não tenham ocorrido grandes mudanças por aqui desde que publiquei o meu primeiro cardápio.

A base da dieta dos frenchies é:

- Meaty bones crus (ou ossos carnudos)
Só uso frango: cabeça, pescoço, asa e dorso - mas é por uma questão financeira mesmo. Manter todos os frenchies comendo pato, codorna e coelho é fora da minha realidade financeira.

A quantidade de meaty bones dos meus frenchies varia de acordo com o peso deles, isso dá em torno de 200g a 250g por dia. Se percebo que algum precisa dar uma "encorpada", aumento para 300g. Se percebo que estão gorduchos, reduzo a quantidade.

Se seu frenchie for castrado, ele vai necessitar de menor quantidade de meaty bones.


- Carnes desossadas cruas
  • 1x por semana ofereço peixe (geralmente sardinha - cozinho rapidamente no vapor e ofereço com espinha, escama e tudo mais)
  • 1x por semana ofereço fígado (de suíno é super baratinho!)
  • 1x por semana ofereço outra víscera diferente de fígado (estômago, rim, pulmão, pâncreas... se me venderem o cérebro do boi eu compro e ofereço também)
  • 1x por semana ofereço 02 (dois) ovos crus - eu sei... ovo não é carne, né? Mas, para facilitar coloquei nesta categoria (a de proteínas)! :)
  • Nos outros três dias restantes da semana ofereço a carne que tiver: porco ou boi!
A quantidade de carne dos meus frenchies varia em de acordo com o peso deles. Em geral, ofereço entre 80-100g por dia.
Se seu frenchie for castrado, ele vai necessitar de menor quantidade de carne.


- Verduras, frutas e legumes
Frutas: sempre cruas!
Legumes e verduras eu tenho oferecido cozidos no vapor. Acho mais fácil que liquidificar e os cães preferem também. Quando cozinho no vapor preparo grandes quantidades e até congelo.
Mas, atenção, as folhas que temos o hábito de ingerir cruas (alface e família) só são aproveitadas pelos cães se forem liquidificadas. Não adianta oferecê-las inteiras!

Ofereço entre 80g a 100g para meus frenchies, diariamente.


- Óleos
Recentemente fui apresentada aos efeitos milagrosos do óleo de côco. Realmente, com 02 (dois) dias de utilização os pelos dos frenchies sumiram da casa!
Mas, a queridíssima e competentíssima Sylvia Angélico já tirou meu cavalinho da chuva e disse que é interessante revezar os óleos, porque eles tem propriedades nutracêuticas diferentes.
Então, agora revezo entre o óleo de fígado de bacalhau, o azeite extra-virgem, o de óleo de côco e a manteiga.
Entretanto, até duas semanas atrás, meus cães sobreviveram muito bem apenas com o óleo de canola e o azeite extra-virgem. A utilização dos outros óleos é mesmo um UP na dieta deles, que vale a pena!
Ofereço o equivalente a 1 colh. de sopa de óleo diariamente.

- Outros complementos
Iogurte natural - que eu mesma faço em casa, by the way!
Ofereço 1 colh. de sopa de iogurte natural

Levedo de cerveja em pó + alho
Ofereço 1 colh. de cafezinho e 01 (uma) lâmina de alho (lâmina, ok? não é pedação!)


Você pode oferecer estes alimentos da maneira que desejar!
A minha opção é por oferecer os meaty bones em uma refeição e, na outra, oferecer o restante.
Entretanto, se o seu frenchie começar a ter prisão de ventre com a dieta  - essa sensibilidade varia de cão para cão e está mais relacionada aos produtos dos meaty bones digeridos - sugiro dividir as porções diárias de meaty bones, carnes e vegetais em 02 (duas) e oferecer tudo-junto-e-misturado. (veja figura abaixo)


Porção de alimentação natural (crua) contendo meaty bones, carne, verduras e complementos.
(Este foi um dos pratos que a Fúlvia ofereceu à Suzie!)



Não ofereço nenhum tipo de grão (arroz, aveia, etc.) na dieta usual dos meus queridos frenchies.

Quando me perguntam sobre os maiores benefícios da alimentação natural crua não tenho a menor dúvida ao responder:
  1. O apetite dos meus cães. Eles comem com vontade e alegria!
  2. O UP incrível em todos os aspectos da saúde deles. Meus gastos com veterinários diminuiram drasticamente desde que a AN foi instituída por aqui.

>>> Se você tem interesse em iniciar a alimentação caseira em seu cão, recomendo fortemente que entre em contato com a grande pioneira da alimentação natural para pets no Brasil, Sylvia Angélico.  Ninguém entende mais sobre este assunto que ela!