segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Bulldog francês fica bem sozinho?


"Estou apaixonado pelo Frenchie e moro com a minha esposa num apartamento. 
Eu e ela passamos o dia fora... Saimos as 8h da manha e voltamos as 18hs... 
Acha que teremos problema se adquirirmos um Bulldog Frances?
Acostumando ele nessa situação desde pequeno ele vive numa boa?
Claro que chegaria a noite a daria atenção pra ele... levar pra passear, brincar, etc...
Parabéns pelo blog. Muitas dúvidas são esclarecidas!"






Seria ótimo se eu pudesse responder "Não há problema algum. Seu frenchie vai se acostumar a ficar sozinho, basta acostumá-lo desde cedo desta maneira...".
Seria uma ótima maneira de vender um filhote facilmente para um comprador ávido, mas não seria honesto.

Nenhum bulldog francês se acostuma a viver sozinho.
Muitos vivem, este é fato é inegável. Se vivem bem, é outra conversa...

A expert em comportamento canino, Cássia Santos, explicou bem porque grande parte dos cães (e não só os frenchies!) encontram problemas com a solidão:

O cão é um animal social, assim como o ser humano. Seu instinto lhe diz que, para estar seguro, deve viver  junto ao seu grupo, o que lhe garantirá a sobrevivência. Quando seu grupo de "humanos" sai e o deixa sozinho, a sensação que o bichinho tem, instintivamente, é de que sua sobrevivência está ameaçada. Ele simplesmente não entende que nada acontecerá e que a situação durará pouco tempo. Sob o prisma do cão, ele está sendo abandonado.


Além de já estar arraigado em seus institntos que não é bom estar só, muitos cães são extremamente apegados aos donos. Isto ocorre muitas vezes em razão do temperamento do cão, mas também por atitudes do dono, que incentiva e gosta de ter o seu pet sempre por perto, muito perto.


Você trabalha o dia inteiro?
É verdadeiramente apaixonado por um bulldog francês?
Então, pelo amor que você diz ter a ele, não tenha um. Frenchies são cães de companhia, porque necessitam de companhia. A maior parte do tempo.


Atualização: se você já tem um cão e passa o dia todo fora de casa, busque uma creche canina de confiança, onde seu cão poderá se relacionar com outros humanos, socializar com outros cães e manifestar seus comportamentos naturais.