quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Hipertermia é isso.

Este é o pug Santiago em uma crise de hipertermia, que morreu em decorrência deste problema, porque nem os funcionários da companhia aérea GOL e nem o seu proprietário souberam diagnosticar/tratar a questão.

Aprendam a diagnosticar a crise e recuperem seu cão o quanto antes se um episódio acontecer:





Hipertermia só é fatal se não há socorro imediato.

Faz parte do socorro imediato:
  • resfriar o corpo do cão (mas não é para jogá-lo em uma piscina gelada! isso pode provocar vasoconstrição periférica e piorar ainda mais o quadro... vá molhando o corpo continuamente, de cima para baixo até deixar o cão encharcado e frio)
  • oferecer água (se puder espremer um limão nesta água, melhor ainda - o limão dissolve a saliva grossa que provoca engasgos)
  • remover o cão para um ambiente fresco

Lembre-se que cães braquicefálicos, cães que estão acima do peso e cães mais velhinhos tem dificuldades naturais de  compensar o calor do corpo. Portanto, fique atento aos sinais!