sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Jesus me chicoteia.

Abri meu e-mail ontem e lá estava:

Pug anão concorre ao título de menor cão do mundo

A cachorrinha é tão pequena que não existe uma coleira para cães que sirva nela.
A pug Gracie está tentando desbancar a chihuahua Brandy de seu posto de menor cão do mundo. A pug está concorrendo a este título e tem tudo para conquistá-lo.

Gracie tem apenas 170 g, enquanto Brandy tem 283 g. Esta diferença já é requisito suficiente para a pug ingressar no Guinness Book – O Livro dos Recordes.

Os veterinários acreditam que a cadelinha sofra de nanismo, já que seu tamanho não é normal para sua idade. Normalmente um pug de cinco meses mede 25 cm, enquanto Gracie mede somente 15 cm. É uma diferença enorme.

Ela é tão pequena que sua dona, Sandra Devall, disse que não existe uma coleira que sirva na pug. Gracie tem que usar uma coleira feita para filhote de gatos quando quer passear.

E a pug anã é uma verdadeira atração quando passeia pelas ruas de Great Yarmouth, no Reino Unido. Em entrevista ao tabloide The Sun, Sandra revelou que sua cadela faz muito sucesso.

- Todo mundo para e fica em volta dela. Ela adora essa atenção.

Clique aqui e leia o restante da matéria.



Pessoas queridas de mi corazón,

este cãozinho sofre de algum tipo de condrodisplasia e, certamente, está condenado a morte precoce por repercussões em outros órgãos do corpo. Aliás, a miniaturização dos cães costuma estar associada a muitos males.
Pode até ser "bonitinho". Mas não tem graça.
UNLIKE total para quem cria cães micro.

#prontofalei