segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Prevenção de lesões medulares em buldogues franceses

Lesão medular é um dos problemas mais graves a que os buldogues franceses estão sujeitos.

A forma peculiar - pernas, tronco e focinho curtos - produziu  pressões anormais no desenvolvimento e equilíbrio do sistema músculo-esquelético desses cães, provavelmente, gerando as alterações vertebrais como um indesejado "efeito colateral".




O crescimento parcial de uma vértebra, que permanece em forma de cunha ou borboleta, podendo ocorrer numerosamente, é uma alteração frequente em frenchies. Essas vértebras anômalas são chamadas de hemivértebras.

Impactos significativos e pequenos impactos, que se somam ao longo do tempo e produzem um grande efeito, podem comprimir a medula espinhal (prolongamento cerebral que passa por cada vértebra), produzindo a paralisação dos membros do cão, de maneira temporária ou definitiva.
A paralisia é produzida pelo inchaço da medula entre os discos vertebrais e, o que o veterinário irá fazer imediatamente, determinará o sucesso da recuperação do cão.

Sabendo que a raça é predisposta a traumatismos medulares, devem-se tomar várias medidas para evitar problemas futuros. Exemplos:

  • não ande com o cão solto dentro do carro, pois movimentos bruscos podem provocar solavancos indesejados no corpo. Utilizar a caixa de transporte é o meio mais seguro de transportar um cão dentro de um veículo;
  • não dê trancos na guia;
  • corrija, desde cedo, o hábito que seu cão tem de ficar pulando sobre as patas traseiras;
  • não permita que seu frenchie pule dos móveis (sofá, cama, etc.).

Com relação às recomendações, gostaria de enfatizar a importância de não permitir que seu cão pule dos móveis. Pular da cama ou do sofá costuma fazer parte da rotina dos cães e a maioria dos donos de buldogues não nota que esse comportamento diário, habitual, frequente e que se repete por anos pode provocar microlesões progressivas que resultam em lesões vertebrais muito sérias.

Nós entendemos que é uma delícia ficar aconchegado com um buldoguito no sofá ou enroscado com ele na cama! Por isso, recomendamos fortemente que você habitue seu frenchie a usar uma escada ou uma rampa de acesso. Mesmo cães mais velhos conseguem ser treinados a usá-las.




Entretanto, é preciso ter critério ao escolher a rampa ou a escada de acesso. A maioria delas é confeccionada com espuma e o cão, ao pisar perto da borda, costuma torcer a patinha e cair. 

Tive a oportunidade de conhecer o Pet Escadas - fabricante de rampas, escadas e outros acessórios do mundo pet.
A qualidade dos produtos deles é inigualável!!! São confeccionados com material de qualidade, que resiste ao peso do cão, é leve e lavável. Além disso, o atendimento deles é diferenciado: eles vendem aquilo que nosso cão necessita de acordo com sua idade, porte, raça, doenças pré-existentes, altura dos nossos móveis, etc. e não nos empurram "qualquer coisa que tem no estoque".
O Pet Escadas também está no Facebook.


Treinar um cão a usar a rampa ou escada de acesso é simples. Se ele for guloso, fica mais tranquilo ainda! Veja este vídeo:






Proteger a coluna do seu frenchie com cuidados diários causa menos transtornos emocionais e financeiros que tratar uma lesão medular.








Receba nossos posts por e-mail:

Delivered by FeedBurner


https://www.facebook.com/seubuldoguefrances/ https://www.instagram.com/seubuldoguefrances/