quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Reflexões sobre a alimentação natural - de 2008 a 2016

Quando começamos a oferecer a alimentação natural para nossos frenchies, em 2008, fazíamos algumas coisas que hoje não fazemos mais. Por exemplo: éramos menos seletivos na escolha dos óleos, costumávamos oferecer uma quantidade menor de vegetais, mas, em compensação, grande quantidade de frutas.

Logo no começo da nossa experiência, entendíamos que a gordura na dieta era apenas uma fonte de energia, portanto não importava muito a qualidade do óleo oferecido. Aos poucos aprendemos que o óleo, além de prover energia, é fonte de nutrientes, então passamos a oferecer manteiga, azeite ou óleo de coco.

Apesar de sabermos que frutas são fontes de vitaminas e sais minerais, elas são ricas em carboidratos. Hoje, preferimos um padrão de dieta mais low-carb para os cães - esse é o modelo de dieta com a qual os cães evoluíram. A nossa opção principal de fonte de vitaminas e sais minerais é, atualmente, os vegetais.

Entretanto, apesar desses equívocos iniciais, as mudanças físicas que os frenchies apresentavam com a dieta caseira eram exorbitante. A queda de pelos era drasticamente reduzida quase que imediatamente após a adesão à dieta. Os puns fedorentíssimos também desapareceram como mágica.

À medida que as semanas e meses foram passando, também percebemos que as otites de repetição e as infecções de pele pararam de ocorrer. Mas a cereja do bolo foi passarmos ilesos pela prova dos 45 dias.  


Filhote de bulldog francês, com 4 semanas de idade, sendo alimentado com AN.


Caramba, eles apresentaram mudanças incríveis apesar de não estarem sendo alimentandos com a "versão simples" da alimentação natural! Caramba, a versão mais simples da alimentação natural mostrou-se infinitamente superior à versão superpremium de qualquer ração industrializada.

Depois de 08 (oito) anos alimentando todos os nossos cães exclusivamente com dieta crua a base de ossos, podemos afirmar, sem nenhuma hesitação, que esse foi o maior investimento na saúde deles.

O que mais nos encantou com a alimentação natural foi descobrir que a saúde dos nossos buldoguitos está no poder dos alimentos e não no poder dos remédios!






Receba os posts por email:

Delivered by FeedBurner

siga-nos: