quinta-feira, 10 de março de 2016

A polêmica do Bravecto

Não tenho muita certeza do que está acontecendo, mas muitas pessoas me perguntaram hoje, bastante preocupadas, sobre o medicamento Bravecto, que atua contra pulgas e carrapatos.

Confesso que nunca usei o Bravecto em meus cães. Mas resolvi pesquisar a seu respeito e dar minha opinião sobre seu uso, aqui em nosso espaço.




Na bula do medicamento, a 1ª frase de Indicações já é bastante elucidativa: "Para o tratamento de infestações por carrapatos e pulgas..." Ou seja, não há indicação de uso desse produto para prevenção.
Isso ainda é reiterado e muito bem explicado quando o próprio fabricante diz: "Pulgas e carrapatos devem estar aderidos ao cão e já iniciada a alimentação [sangue do cachorro] para serem expostos ao princípio ativo." 

Portanto, se não há pulgas e carrapatos aderidos ao cão, não existe indicação do Bravecto.Também me chamou a atenção o fato do ectoparasita precisar picar o cão para ser eliminado por envenenamento. Posso estar enganada, mas a lógica me diz que se pulgas e carrapatos não são impedidos de picar um animal, os riscos de transmissão ou manifestação de doenças (DAPP, erlichiose, babesiose)  não são eliminados.

Outro ponto muito importante desse pequeno fragmento de bula: "Esse produto é... sistêmico com longa duração de ação... persistente por 12 semanas..."
Sistêmico = que tem ação por todo o corpo.

Ler esse trechinho me deixou bastante preocupada, porque, apesar do fabricante afirmar que esse produto é seguro para reprodutores, fêmeas gestantes ou lactantes, ele não afirma que o Bravecto é isento de efeitos colaterais. Aliás, o fabricante nem explicita quais são os efeitos adversos desse medicamento - talvez porque nem mesmo ele saiba, afinal esse é um medicamento recente e todas as referências bibliográficas indicadas são de 2014. 

Na biblioteca científica Pubmed, procurei artigos que abordassem os efeitos adversos do Bravecto e encontrei apenas estes:

Afirma que não foram descritos efeitos colaterais significativos, entretanto:
- utiliza apenas 20 (vinte) cães no experimento;
- não é um estudo duplo-cego e randomizado.

Afirma que os efeitos colaterais encontrados foram transitórios efeitos gastrointestinais, como vômito, inapetência, salivação excessiva e diarreia. Entretanto:
- utiliza apenas 20 (vinte) cães no experimento;
- não é um estudo duplo-cego e randomizado.


Não estou discutindo a eficácia do Bravecto no tratamento das infestações de ectoparasitas, parece que ele é realmente bom. Meu questionamento é o preço que a saúde do cão paga para isso! Particularmente, não vejo vantagens que justifiquem a utilização de um medicamento que mantém níveis de eficácia durante 12 (doze) semanas depois de uma única administração. São 12 (doze) semanas de sobrecarga renal (ou hepática), em um cão que já abusa de seus rins e de seu fígado pelo simples fato de viver em um planeta repleto de intoxicantes que não podemos evitar (alimentares, poluição, produtos químicos de limpeza, medicamentos necessários, etc.) e que precisam ser metabolizados. Além disso, como proceder durante 12 (doze) semanas, caso o cão apresente alergia ou outro efeito adverso importante ao medicamento? 

Para prevenir seu cão de infestações contra pulgas e carrapatos há fórmulas caseiras que são excelentes e atóxicas. Convivo com cães há muitos anos e nunca tive uma única infestação de ectoparasitas em minha casa, apesar dos meus cães  frequentarem, inclusive, fazendas. Somos a prova viva que as fórmulas naturais funcionam muito bem! As receitas dos repelentes caseiros estão na postagem Repelentes naturais contra pulgas e carrapatos. A Mãe de Cachorro também tem várias postagens excelentes sobre esse assunto, não deixe de ler.

Se algum dia viermos a sofrer problemas de infestações, não tenho dúvidas que contratarei um serviço de dedetização para desinfestar minha casa e usarei um medicamento que tenha efeito rapidamente passageiro em meus cães - que provoque o mínimo de sobrecarga renal ou hepática, pelo menor tempo possível.

A médica-veterinária Sylvia Angélico - pessoa a quem admiro muito por sua competência - escreveu, há algum tempo, o excelente texto Dicas naturebas contra pulgas, carrapatos e mosquitos. Não deixe de aplicar as suas dicas!



→ Para saber mais sobre as reações provocadas pelo Bravecto, participe do fórum de discussões "Does Bravecto Kill Dogs?



Receba os posts por email:

Delivered by FeedBurner

siga-nos: