segunda-feira, 25 de julho de 2016

Seu cão empaca durante os passeios?

Relato da nossa leitora, Daiany Banhara:
"A minha Suki, não anda de jeito nenhum, ela empaca e fica tremendo muito. Já tentei da biscoito, mais ela não anda." 

Com o Bento, nas primeiras semanas de passeios, também passamos por diversas situações de "empacamento". Isso foi muito novo para mim, porque quando tinha mais cães, sempre levava os filhotes para passear junto dos adultos e a presença (e o exemplo) do adulto enchia os bebezinhos de confiança durante os passeios. Portanto, "empacamentos" não aconteciam.

Mas, por que os filhotes empacam?

Quando nos colocamos no lugar desses cãezinhos, fica muito fácil entender os motivos deles: a textura e a temperatura do asfalto são novidades; há um mundo de cheiros novos e desconhecidos; há barulhos diferentes; há pessoas diferentes; etc. Tudo isso reunido provoca desconfiança e, às vezes, muito medo. Portanto, quando o filhote empaca, ele está dizendo: "estou com medo, não quero continuar!"

Nesse momento, precisamos  respeitar o momento dele e nunca forçá-lo a caminhar. Também precisamos criar uma experiência positiva para que seu medo seja superado.  Então, quando o filhote empacar, empaque também! Fique parado no lugar e permita que ele observe tudo que acontece a volta de vocês. Converse com ele, ofereça carinho e petiscos até perceber que ele está mais confortável. Se ele não quiser mais caminhar, não tem problema!

Lembre-se que o passeio do seu cão é um momento do seu cão. Não há necessidade de imprimir ritmo e velocidade na caminhada! Não há necessidade de fazer seu cão se cansar! Permita que seu buldogue francês cheire tudo - aliás, isso é uma ótima maneira de promover estimulação mental.

Para filhotes que estão saindo de casa pelas primeiras vezes, é melhor nem andar! Sente-se na porta da sua casa (ou do seu prédio), inicialmente, com ele no colo e deixe que ele observe tudo. À medida que ele for se sentindo confortável (isso pode levar minutos ou dias, dependendo do cão), coloque-o no chão e fique parado também. Só arrisque os primeiros passos depois que seu cãozinho estiver familiarizado com a profusão de barulhos e novos cheiros que é o mundo fora de casa! 

É importante lembrar que todo comportamento dos cães (positivo ou negativo) é uma construção. E quando essa construção tem como fundamentos a segurança e a confiança no tutor, é impossível sair qualquer coisa errada! 


Via Instagram


Nosso leitor, Jonas Fortes, fez uma importantíssima observação sobre esse assunto:  "Acho importante comentar que se ele empacar depois de muito tempo de passeio e/ou num dia muito quente, pode ser sinal de estafa. Recomendo nesse caso, parar, hidratar o bichinho e esperar ele descansar." 



Receba nossos posts por e-mail:

Delivered by FeedBurner

siga-nos: