terça-feira, 4 de outubro de 2016

Socorro! Meu cachorro é mal educado com as visitas!

Seu cão fica louquinho quando escuta a campainha?
Ele late e pula nas visitas?

Na minha opinião, esses comportamentos são bastante desagradáveis. Porém, a competentíssima comportamentalista canina Fúlvia Andrade, lança uma luz para quem quer resolver esse problema!
Bons treinos! 





Alguns cães ficam bem doidinhos quando uma visita chega em casa: pulam, correm, choram, latem. Às vezes o som da própria campainha já é o gatilho para que isso aconteça. 

Para evitar que isso aconteça, preparei algumas dicas do que pode ser feito para ser um verdadeiro anfitrião em casa. 

Uma das coisas mais difíceis de se fazer é obter e manter a atenção do cão quando ele ouve um gatilho, como a campainha. Então, veja como conseguir isso nas dicas a seguir:

1. Primeiro de tudo, use os melhores petiscos
Muita gente me diz "mas meu cão não liga para petiscos!". Mesmo? Tente usar algo de alto valor, com bastante cheiro: seu cão não vai conseguir ignorar. Segure o petisco bem em frente ao nariz do seu cão se você precisar redirecionar a atenção do seu cão para você. Eu gosto de usar pedacinhos de queijo, que são os petiscos mais desejados em casa. Mas, como tenho dois glutões em casa (apesar de esbeltos), eles acabam trabalhando por quase qualquer petisco. Mas claro, que quando eles acham que valham a pena trabalhar por. 

2. Proporcione bastante exercício
Tá bom, eu sei... não é assim tão fácil. Mas faz TODA a diferença!
Quanto menos energia o cão tiver acumulada dentro dele, mais fácil será para você acalmá-lo e obter sua atenção. Não estou dizendo que você precise fazer um trekking de quatro horas todos os dias com ele, mas que deva passear ao menos 2x ao dia, todos os dias, por 45 minutos cada vez (ou sempre que seu cão precisar). 
Ok, mas... e se estiver chovendo? Já publiquei algumas coisas sobre o que fazer em dias chuvosos (aqui), sobre como manter seu cão ocupado dentro de casa (aqui) e não podemos esquecer de como manter o cão mentalmente saudável também (aqui).

3. Não esqueça de trabalhar a obediência
Muitos cães não respondem a comandos básicos com distrações pequenas então, claro que eles não seguirão estes comandos quando alguém tocar a campainha (grande distração). Comece pelo básico e trabalhe bastante com cão até que ele responda super bem a comandos como senta, deita, fica, vem etc. Isso ajuda bastante!

4. Foque no que você quer que o cão faça (e não no que não quer que ele faça) e PRATIQUE
Ao invés de "quero que ele fique calmo" ou "não quero que ele pule" pense: o que você quer que ele faça? Quer que ele se sente? Que ele deite na caminha dele? Que ele ande calmamente até a porta sem latir e sente? 
Por exemplo: quero que o Pistache dê apenas um latido (ele é o que dá os latidos de alerta) e que me siga até a porta calmamente; mas quero que a Suzie fique deitada na caminha dela, esperando a visita acariciá-la. Sem pular. 

5. Determine o que seu cão precisa para alcançar as suas expectativas
Ele precisa ficar temporariamente na guia quando você receber visitas? Você precisa de uma recompensa melhor? Você precisa que alguém toque a campainha para você algumas vezes por dia? As visitas precisam praticar mais em ignorar seu cão e pedir que se sentem ou deitem? (Essa é, acreditem, a parte MAIS difícil!!!). 

6. Crie cenários para você praticar
Claro que seu cão vai ficar super excitado se você convidar 50 pessoas para sua casa sendo que ele nunca praticou o comportamento certo em situações menos excitantes. 
Você não pode esperar que seu cão fique 10 metros distante de você por 10 minutos no mesmo dia em que você lhe ensinou o comando fica, ok? Ele vai precisar de semanas de prática, um passo de cada vez, para chegar a este ponto.
O conceito para ficar calmo na porta é o mesmo. Ele precisa praticar este comportamento um passinho de cada vez, com poucas (ou nenhuma, no começo) distrações. 

7. Obtenha a atenção de seu cão, só então atenda a porta
Quando alguém toca a campainha, você pode tirar uns 15 segundos para chamar a atenção de seu cão para você. Correr até a porta como se você fosse tirar o pai da forca vai fazer seu cão fazer a mesma coisa. 
Pare. Respire. Tenha a atenção de seu cão em você, espere ele ficar calmo. Aí então você atende a porta. Ninguém vai morrer (ou sair dali achando que não tem ninguém em casa) por esperar alguns segundos. 


Outras coisas que podem ser feitas:
  • Bata na porta, toque o interfone ou a campainha de sua casa de vez em quando, para dessensibilizá-lo ao som;
  • Não aja como se fosse um grande feito você chegar em casa;
  • No começo do treino, para não colocar tudo a perder, quando seu cão ainda não está pronto para isso, coloque-o em outro cômodo da casa com um kong recheado ou um osso recreacional para se divertir.


Receba nossos posts por e-mail:

Delivered by FeedBurner
https://www.facebook.com/seubuldoguefrances/ https://www.instagram.com/seubuldoguefrances/