terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Cirurgia de palato mole alongado

Todos nós sabemos que frenchies têm dificuldades respiratórias naturais, em decorrência de sua condição anatômica. Porém, quando essas dificuldades são LEVEL HARD, a cirurgia de desobstrução das vias respiratórias é indispensável.

Existência de palato mole alongado, em cães braquicefálicos, é indicação absoluta de correção cirúrgica, na nossa opinião.

Portanto, se o seu cão hiperaquece facilmente, nas caminhadas e/ou quando brinca com outros cães, mesmo quando não está calor demais, considere a possibilidade de submetê-lo à cirurgia corretiva.

Leia abaixo o relato de nossa leitora portuguesa, Karla Menezes, sobre o assunto:

O Latrell sempre foi um cão saudável, mas em algumas situações respirava muito mal, fazia um barulho bem alto para respirar e, quando fez mais ou menos 10 meses, começou a vomitar. 

Às vezes saíamos a noite (21hrs), quando os dias eram mais quentes: ele andava poucos metros e já começava a ficar ofegante, fazia barulhos para respirar e parecia que, a qualquer momento, teria um colapso. 

Com a chegada da "irmã" Tiffany a situação agravada, porque ela chamava por ele para brincar e ele (coitado!) não conseguia acompanhá-la - logo estava cansado e víamos em seus olhos o sofrimento. 

Quando íamos a um parque ele corria com os outros cães, queria brincar, mas no meio do caminho parava: perdia o fôlego e, a seguir, a exaustão provocava vômitos (às vezes, vomitava 10x seguidas, uma espuma gosmenta). Como estava exausto bebia muita água e voltava a vomitar e vomitar outras vezes, fazendo barulhos altos para respirar.

Enfim, conversamos com vets, pesquisamos sobre o assunto e o diagnóstico era que tinha o palato mole alongado. [quando é feita a correção do palato mole alongado, é comum corrigirem as narinas atrésicas também)

Uma vet, em conversa comigo, perguntou: 
- Karla já se imaginou o ano inteiro com o nariz muito entupido e respirando muito mal pela boca? É assim que ele se sente e cada ano que passa ele só vai piorando e, por respirar mal, o oxigênio não chega em todas as células e elas vão morrendo aos poucos... e as consequências podem ser além da diminuição do tempo de vida, ele pode se tornar um cão meio "retardado".

Pois bem! Juntamos dinheiro e pesquisamos os melhores métodos, que fossem menos traumáticos. Descobrimos a cirurgia a laser.

Latrell foi operado dia 26/01/2017. Deixei-o às 9 no hospital para fazer os exames pré-operatórios e, caso estivesse tudo bem, faria a cirurgia. Passaram-se 2 horas, recebo a ligação de que a cirurgia havia sido um sucesso e, quando fui buscá-lo, estava exatamente como eu deixei: ativo e muito brincalhão, com a única diferença de não fazer barulho ao respirar. Dois dias após a cirurgia fez um passeio que ele não teria aguentado anteriormente! Ele nem queria voltar para casa!!!

No próximo dia 3, ele fará 3 anos de idade. Esse foi o melhor presente de aniversário que poderiamos lhe dar!

Esperamos de coração ajudar algum gordinho  que passe pelo mesmo problema, qualquer duvida ou algo mais que queiram saber estamos a disposição.

Em anexos fotos do antes e do depois. O nariz não está dos melhores porque a cirurgia ainda é muito recente (2 dias, apenas). 

Caso tenham interesse em acompanhar a evolução do Latrell, ele tem uma página onde partilha as suas aventuras com a sua irma Tiffany: Latrell Spencer & Tiffany - The Frenchies


Correção de palato mole alongado e de narinas atrésicas do buldogue francês Latrell





Receba nossos posts por e-mail:

Delivered by FeedBurner
https://www.facebook.com/seubuldoguefrances/ https://www.instagram.com/seubuldoguefrances/