quarta-feira, 21 de março de 2018

Como levar meu cachorro para os Estados Unidos?

Texto de Eduarda Louise, mãe humana da doguinha Brownie, casada com o humano Garrison, que encarou a aventura de mudar de para os Estados Unidos, no ano passado - com sua catiora a tiracolo, claro!!!


Brownie esbanjando plenitude, em Chicago, com seus humanos de estimação.


Bom dia meninas e meninos, no tutorial de hoje vou ensinar vocês como levar seu animal de estimação em uma mudança internacional (mais especifico para os Estados Unidos). Não precisa ser necessariamente nessa ordem:

1 - Vacine seu animal contra RAIVA em uma clinica veterinária cadastrada no CRMV da sua regiâo e com um veterinário também cadastrado no CRMV. A vacina começa a valer após 30 dias. Se a sua viagem está marcada para o dia 20/12/2017, seu animal deverá ser vacinado antes do dia 20/11/2017.

2 - Procure uma clínica veterinária cadastrada no CRMV da sua região com um veterinário também cadastrado no CRMV para emitir um ATESTADO DE SAÚDE. Esse atestado tem validade de 5 (cinco) dias para cães e 10 dias para gatos, tem um modelo pronto que pode ser obtido no site da VIGIAGRO. Se sua viagem está marcada para o dia 20/12/2017, o atestado deverá ser emitido a partir do dia 15/12/2017 para cães e 10/12/2017 para gatos.

3 - Ligue para o VIGIAGRO mais próximo e agende um horário para levar seu animal com o atestado de saúde emitido pelo veterinário, cartão de vacina e documentos que achar necessário. 

4 - O VIGIAGRO irá emitir um CZI (Certificado Zoossanitário Internacional) que é gratuito. Ele tem validade de 5 dias para qualquer animal. Se a viagem for dia 20/12/2017, marque a partir do dia 15/12/2017.

5 - Ligue com no mínimo 48h de antecedência para a companhia aerea para adicionar um animal a sua reserva. 

6 - No dia da viagem, leve todos os documentos, CZI, atestado de saúde, cartão de vacina e o que mais achar necessário.

7 - Antes de entrar no avião, tenha certeza de que seu animal está dentro do avião! Pergunte para os funcionários da empresa que estão trabalhando no voo, para os pilotos, comissários de bordo até ter uma confirmação de que ele está dentro do avião.

8 - Ao aterrizar nos EUA, você deverá declarar que trouxe um animal vivo. Irá passar normalmente pela alfândega, e depois irá retirar seu animal em outra parte do aeroporto, onde irão verificar todos os documentos, CZI, cartão de vacinas, atestado de saúde, etc.

9 - Após confirmação de que todos estão em ordem, poderá retirar seu animal com segurança e seguir sua viagem.

Informações adicionais:

- Dica: Não faça conexão!!!! Pegue um voo direto o mais proximo do seu destino final e de lá vá dirigindo! Pode ser que tudo de certo, mas pode ser que de muito errado, logo o mais seguro é apenas um voo direto.

- Para outros paises as regras são diferentes, consulte o site da VIGIAGRO para maior esclarecimento.

- A caixa na qual o animal deverá ser transportado tem de ser apropriada para tal. Feita de material resistente, com pelo menos duas saidas para ventilação, porta de metal. 

- A taxa para transportar animais pela American Airlines é 150 dolares por animal e deverá ser paga no dia da viagem, cartão ou dinheiro.


- TREINE SEU ANIMAL NA CAIXA!!! Imagina você tá de boa vivendo sua vida e do nada alguem te coloca em uma caixa pequena pra te transportar em um avião durante horas? Nada legal. Seu cão/gato também não acha legal. Treine ele para se habituar com a caixa de transporte.

- Qualquer dúvida que não foi esclarecida aqui, não hesite em entrar em contato comigo, ou qualquer entidade responsavel (companhia aerea, VIGIAGRO, veterinários, etc). 

- O animal NÃO PRECISA SER MICROCHIPADO para viajar para os EUA! O microchip é uma medida de segurança, porém não é necessário. 

- No geral não é um processo caro, muito menos burocratico. Agora que fizemos pela primeira vez, podemos fazer mais centenas de vezes. Mudança não precisa ser sinonimo de abandono!

Para mais informações, meu email é eduardartbuss@gmail.com