quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Devo ter um segundo cão?

Existem muitas razões pelas quais as pessoas adicionam um segundo cão à sua vida... 

Desde querer que o primeiro tenha uma companhia para brincar até o desejo de salvar um cãozinho da vida na rua. Talvez o primeiro cão esteja envelhecendo ou talvez o tutor esteja procurando, no segundo cão, uma característica que o primeiro não tenha. 

Se você estiver procurando por uma adição canina a sua vida, reserve um momento para avaliar seu estilo de vida atual e realmente considere a sociabilidade de seu cachorro em relação a outros cães. 

Cães são animais sociais, mas nem todos cachorro se dá bem com outro. Mesmo os cães que gostam de ir à creche ou de brincar com os coleguinhas, no parque, podem reagir negativamente a um novo companheiro, invadindo o seu espaço, invadindo a sua casa. 

Uma coisa é brincar com outros cães em um ambiente público, por um período limitado - mas ter outro cão permanentemente em seu território pode ser demais para o seu peludo. Semelhante a ter outro filho na família, algumas crianças acolhem a oportunidade de ser um irmão mais velho ou irmã, outras podem ver o novo irmão como um rival competindo pelo tempo e afeição de seus pais. Ter um segundo cão inevitavelmente colocará demandas extras em seu tempo e atenção, que podem prejudicar o bem-estar do cachorro "primogênito". Infelizmente, não é porque desejamos a presença de outro cão que temos condições (considere tempo e dinheiro) para promover bem-estar para todos.


Dois cães trabalho dobrado. Três cães, trabalho triplicado.
Créditos da imagem: http://www.blessedbulldogshome.com/


Pontos importantes que precisam ser considerados:

1. O segundo cão não será educado pelo primeiro! (mas pode ser deseducado por ele)
Recomendo que, antes de pensar em uma segunda companhia canina, eduque o seu primeiro cachorro. Cães copiam alguns comportamentos, como, por exemplo, latir e reagir a terceiros. 

Quem tem dois cães  precisa dedicar-se em dobro, quando o assunto é educação e treinamento!


2. Dois cães significam o dobro do trabalho - e do gasto
Sabe aquela frase "onde come um, comem dois"? Ela é uma grande mentira, rs!
Quem tem dois cães gastará o dobro em alimentação, em veterinários e precisará investir o dobro do seu tempo em passeios e atenção individualizada.


3. Há menos chance de errar se o segundo cão for de sexo diferente do primeiro.
Isso não é uma regra, há duplas de fêmeas e de machos que convivem muito bem. Entretanto, definitivamente, há muito menos chances de problemas quando a dupla é formada por indivíduos de sexos diferentes.

Particularmente, no caso de bulls, não recomendamos um casal de machos em casa, principalmente se você passa muitas horas do dia fora de casa.


4. Há mais chances de problemas se você levar um cão adulto para uma casa que já tem um cachoro adulto. 
Nós sabemos que há muitos casos em que o segundo cão chega já crescido a sua nova casa e que desenvolve uma maravilhosa relação de amor com o habitante mais velho. Entretanto, isso não é regra!

Cães adultos chegam prontos e muitas vezes os seus comportamentos e o seu temperamento são incompatíveis com os do primeiro residente canino.


5. O primeiro cão não deve receber menor atenção quando o segundo chega
Nós sabemos que a chegada do segundo cãozinho gera euforia na família! Todos querem conhecer e agradar o novo residente da casa. Mas, não se esqueçam de continuar fornecendo ao primeiro toda a atenção e cuidado que ele sempre recebeu.

O novo cão deve somar qualidade de vida ao primeiro, jamais subtrair! 


6. Considere a opinião do seu primeiro cão
Você levou um segundo cachorro para casa e de cara ele "roubou" a cama e os brinquedos do primeiro. Ele rosna quando o cão mais velho da casa se aproxima do pote de comida. Ele disputa a atenção do seu tutor o tempo todo. 

O que será que o primeiro cãozinho acha disso? Leve em conta o tipo de relacionamento que um cão tem com o outro. As coisa não melhoram com o tempo, como muitos costumam dizer!


7. Não tenha um segundo cão, se o seu problema é falta de tempo para dar atenção ao primeiro.
Porque, em vez de ter um cão que precisa de você, você terá dois cães que precisam de você!