quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

Todo comportamento anormal é emocional?

Com bastante frequência, em minhas redes sociais, enfatizo a importância de estarmos atentos aos comportamentos anormais dos cães e há um motivo importante para isso: comportamentos anormais, compulsivos ou estereotipados são um indício muito comum de comprometimento do bem-estar dos animais, não importa a espécie. Você pode ler sobre isso aqui e aqui.

Entretanto, precisamos estar atentos a outros gatilhos para esses comportamentos e é sobre um deles que conversaremos hoje!

Duas pesquisas (clique aqui e aqui para lê-las) identificaram que cães com problemas gastrointestinais podem desenvolver lambedura compulsiva ou compulsão por caçar insetos imaginários. Foi demonstrado que, uma vez  resolvido o problema intestinal, os comportamentos compulsivos diminuíram de frequência.  Esses achados nos mostram a necessidade de considerar as condições médicas dos animais antes de atuar no viés comportamental.





Ambos os estudos revelam que a doença gastrointestinal pode causar lambedura compulsiva ou caça a insetos imaginários e que esses comportamentos foram significativamente reduzidos com o tratamento adequado dos problemas gastrointestinais. No entanto, a mensagem que este texto quer levar a vocês não é de que o manejo diário seja irrelevante na manutenção da saúde mental, mas sim de que há OUTROS fatores que podem desencadear os transtornos compulsivos.

Por isso, se o seu cão apresentar um comportamento repetitivo anormal, leve-o ao veterinário para uma avaliação médica. Se possível, mostre um vídeo do comportamento para que o veterinário possa avaliar melhor. 

Superada a questão médica, considere trabalhar a questão comportamental para a resolução do transtorno compulsivo.